19 de fev de 2015

“Aproxima-se o estouro da Bolha da Dívida” diz Analista Financeiro

Posted by Semeando Paz on 19.2.15No comments


Aqueles que prestam atenção a evolução da economia global e ambiente geopolítico intuem que algo muito grave está acontecendo.
A Rússia está imersa atualmente em um dos maiores esforços de militarização da história mundial.
Com as sansões econômicas impostas pelo ocidente provocando graves danos em sua economia, é somente uma questão de tempo, como muitos analistas sugerem, que os conflitos regionais na Europa e no Oriente Médio se tornem globais.
Recursos como o petróleo, estão sendo utilizados como uma arma econômica para atacar a determinados países, algo que explica o porque os preços tem caído drasticamente no últimos doze meses; e a isso devemos adicionar a crescente guerra cambial.
Nos EUA a Federal Reserve tem impresso milhares de milhões de dólares em um esforço para manter a economia à tona. Mas os últimos dados do varejo e as vendas de casas nos EUA demonstram que a pretendida recuperação econômica é uma farsa, enquanto dezenas de milhões de americanos continuam sem trabalho e dependem da ajuda do governo para sobreviver.
E não se esqueça que dívida nacional dos EUA alcançou a monstruosa cifra de 18 bilhões de dólares…
Como disse o analista financeiro, Greg Mannarino, em sua entrevista ao “Greg Hunter´s USA Watchdog“, os EUA estão tentando desesperadamente sustentar a economia com propaganda e maquinações.
Se Mannarino está correto em suas avaliações, então poderíamos estar nos aproximando de uma calamidade sem precedentes.
Esta é uma transcrição de suas palavras nesta entrevista:
Para mim está claro: o que os bancos centrais estão fazendo significa que estão absolutamente desesperados.

E isto significa também que, estamos muito, muito próximos de acontecer um “grande evento”.

Acredito que os bancos centrais vão fazer coisas que nem sequer podemos ainda conceber.

Eles vão causar surpresas que impactarão as pessoas e uma delas, por exemplo, é a que o Obama acaba de fazer a respeito da reforma migratória. Este mecanismo somente pretende sustentar o dólar. Essa é a explicação real do assunto.

As pessoas tem que entender… tudo gira em torno de um modelo econômico baseado na dívida.

Para que este mecanismo funcione, mais e mais motivos para pedir dinheiro emprestado para o sistema são obrigatórios.
A premissa principal é que não se pode parar.

Todo este mecanismo de empréstimo de dinheiro é tão vil e tão penetrante que quando for reduzido, quando a bolha da dívida estourar, se perderão muitas vidas. 

Esta dívida super inflada tem permitido criar um universo alternativo que tem levado toda a espécie humana nesse caminho.

Ela criará um ambiente em que os recursos, cedo ou tarde, vão se acabar e isso vai acabar com grande parte da espécie humana, algo que acontecerá quando a bolha da dívida estourar.

É por esta razão que vemos tanto desespero e tanta distorção e manipulação econômica, desde a manipulação do preço e dos metais até a manipulação das dívidas.

Os bancos centrais farão todo o possível para manter isto em pé.

Isso é o que realmente trata esta incessável expansão das guerras por todas as partes.

As coisas vão ficar muito pior.
Por sua vez, o analista e escritor Daniel Stetler também tem uma forma bem gráfica de descrever a situação atual da economia mundial:
Daniel Stetler
Uma forma gráfica de ver é pensar em um enorme arranha-céu de dívida, construído sobre bases instáveis nas quais os bancos centrais bombeiam concreto continuamente em modo de emergência, para evitar que o edifício venha ao chão e ao mesmo tempo que isto acontece, os construtores vem adicionando andares adicionais no topo deste arranha-céu.

Todos vivemos agora um mundo de “Esquema Ponzi”.

Vivemos com a esperança de sermos resgatados por outra pessoa. Vivemos com a esperança de que alguém venha e pague as nossas dívidas.

O problema é que a demografia nos diz que há menos pessoas entrando no esquema de ajudar as pessoas. Isso significa, por definição, que chegamos ao final deste esquema.

É o fim, está se aproximando o momento que a torre cairá.

É como com todos os acidentes, é mais fácil explicá-lo depois de acontecer do que predizer quando vá acontecer.

Mas é obvio que o fim está próximo.
Não estamos falando de outra recessão ou depressão ao estilo dos anos 30.
Quando todo este sistema baseado na dívida, o qual depende todo o sistema econômico mundial, se desmoronar, a onda de choque será violenta e será sentida em todas as partes.
Nenhuma nação sairá ilesa disso. [Fonte]
http://verdademundial.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário