7 de dez de 2015

Efeitos do diabetes sobre o cérebro

Posted by Semeando Paz on 7.12.15 1 comment

Um estudo publicado nesta última semana pelo periódico da Academia Americana de Neurologia aponta que o diabetes não é muito amigo do cérebro. A regulação dos vasos do cérebro no diabetes não é tão afinada e isso acaba implicando em um menor desempenho cognitivo e na capacidade de realizar atividades do dia a dia.

A regulação dos vasos sanguíneos cerebrais em resposta às diferentes demandas de atividade, também conhecida como vasorreatividade, é reduzida entre pacientes com diabetes tipo 2. Nossos vasos sanguíneos devem ser vistos como órgãos tão inteligentes e complexos como o fígado ou o coração.

Quando nos levantamos, quando fazemos força, quando ficamos sem respirar por alguns instantes, todas essas situações exigem com que os vasos sanguíneos do cérebro adaptem seus calibres para manter sempre a mesma pressão do sangue que entra no cérebro.

Se este controle falhar, alterações rápidas e transitórias do estado de consciência podem acontecer.

As pequenas artérias do cérebro, também chamadas de arteríolas, são as maiores responsáveis por esse controle. Pensar e falar também exige uma vassorreatividade afinada.

A atual pesquisa demonstrou que idosos com o diagnóstico de diabetes apresentam um declínio mais acentuado da vasorreatividade ao longo dos anos, mas também de algumas funções cognitivas como memória e tomada de decisões.

Os idosos estudados que tinham essa regulação dos vasos menos eficiente foram os que mais apresentaram dificuldades em atividades diárias como cozinhar ou tomar banho.

Testes sanguíneos mostraram também que maiores níveis de inflamação sistêmica estão associados a uma pior regulação dos vasos, mesmo entre aqueles que têm a doença bem controlada.

O recado principal desse estudo é o de que investirem na saúde dos vasos sanguíneos, além de prevenir as duas doenças que mais matam no Brasil (infarto do coração e derrame cerebral), pode ainda prevenir declínio cognitivo nos idosos.

Como investir nas artérias do cérebro? Atividade física regular, consumo regular de frutas e verduras, tratar com rigor problemas como a hipertensão arterial, diabetes e colesterol alto. Tabagismo nem em pensamento.


Reações:

Um comentário:

  1. Estou a tentar visitar todos os seguidores do Peregrino E Servo, e verifiquei que eu estava a seguir sem foto, por motivo de uma acção do google, tive de voltar a seguir, com outra foto. Aproveito para deixar um fraterno abraço.
    António Jesus Batalha.

    ResponderExcluir