9 de ago de 2015

O apego existe porque você espera que os outros lhe deem o que você não consegue obter dentro de si mesma.

Posted by Semeando Paz on 9.8.15No comments


Muita gente associa o estresse ao cansaço quando, no fundo, toda tensão física é resultado de repressões psicológicas. Pois é… São nossos pensamentos que tumultuam nosso fluxo de energia.
Vamos mudá-los? Comecemos pelo apego. Como a gente se apega às pessoas! No fundo, nos apegamos a algo que vemos nelas: segurança, apoio, amor. O apego existe porque você espera que os outros lhe deem o que você não consegue obter dentro de si mesma. Mas há um meio de encontrarmos o que precisamos dentro de nós!
Imagine-se tirando do seu corpo todas as pessoas que conhece: familiares, colegas de trabalho, amigas, vizinhas. Agora, imagine que está dentro de um estádio, bem no meio do campo, e todas essas pessoas estão quietas, nas arquibancadas. Diga a elas: “Estou me dando o direito de não esperar nada de vocês. Deixo de lado qualquer expectativa e, o que vier, é lucro”. Escutando você, elas começam a abandonar o estádio. E ele fica vazio. Pela primeira vez, dentro de você não tem ninguém. Você está só, olha para o chão e vê um buraco. Agora pule e sinta apenas a sensação de cair.
De repente, o fundo começa a aparecer. Seja o que for: pedra, água, luz, não importa, fixe seu olhar nesse fundo. Se o que você viu foi uma pedra, imagine-se derretendo e virando uma pedra. Diga: “eu sou as sensações que tenho agora. Na realidade, caí dentro de mim, da minha essência”. Então o buraco some e só ficam as sensações. Tudo o que você queria está simplesmente em você!
Está se sentindo mais segura e livre? Agora vamos sentir que podemos nos tornar ainda mais leves. Lembre-se de soltar todos os ressentimentos que ficaram presos em você todos esses anos quando as pessoas não lhe deram o que queria.
Reflita: se você não se valorizou, por que alguém iria fazê-lo? Você é a responsável por tudo aquilo que se passa na sua vida! Então, limpe-se por dentro e perdoe compreendendo que cada um deu aquilo que podia ter dado. Mergulhe na consciência da sua própria liberdade: “Meu corpo está limpo. Meus sentimentos estão renovados. Desfruto de paz. Não há obstáculos na minha vida. Todos os recursos estão em mim. Eu me sinto superior ao que eu era. Eu me sinto melhor e efetivamente bem”.
Luiz Gasparetto.
http://libertesuamente13.blogspot.com.br/
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário