27 de dez de 2014

COMO VEJO O MUNDO

Posted by Semeando Paz on 27.12.14No comments


Espero ansiosamente o dia que a vida me permitir partir para as montanhas e lá permanecer nutrindo meu espírito de meditação olhando para o sol e dizer: “Tu, grande astro! Que seria de tua sorte, se te faltassem aqueles a quem iluminas? Se a nossa existência e de todas as criaturas viventes não fosse consumada, penso eu que o grande astro ficaria enfadado de sua luz e do trajeto de sua rotina não tendo ninguém para aprecia-lo."

Nós, porém, te esperamos todas as manhãs para receber teu supérfluo e por ele rendermos graças.


A minha ansiedade se dá pois vivemos em um sistema com vários tipos de homens, desde o representante dos desiludidos da vida até os governantes de um Estado falido e de uma Igreja que conseguiu matar a Deus diante de uma ética protestante com espírito capitalista. Em todos esses encontra fracasso, desilusão e humilhação.
Espero um dia nessa ida as montanhas me fartar de sabedoria, pois busco a cada dia, lutando e relutando esse bem que muitos nem se preocupam e no atual sistema em constante decadência jamais atingiremos o bem em questão. 

Na aquisição da mesma espero farta-me tão quanto a abelha se sente ao acumular em demasia o mel.

A todos esses falta a arte de sorrir, a arte de dançar, a arte de ver a si próprio, a arte de buscar o autoconhecimento, a arte de se amar, a arte de se valorizar, a arte de amar o próximo, falta muitas artes para que o ser humano seja feliz por completo.

Caso não consiga essa ascensão precisarei me declinar e se conformar com a experiência de ser SER HUMANO no espaço e tempo da linha temporal que vivemos.

Preciso esvaziar-se do sentimento transcrito na inicial e voltar a ser o ser humano do meu momento atual, sendo assim começa o meu declínio.
 
http://fernandogmaciel.blogspot.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário