20 de nov de 2014

Vídeo mostra menores na casa de padre durante churrasco com bebidas

Imagens foram cedidas pela Polícia Civil de Pirajuí, SP.
De acordo com a polícia, padre negou ter dado bebida aos jovens.
Mariana Bonora* Do G1 Bauru e Marília





O delegado César Ricardo do Nascimento, que investiga a conduta de um padre que, segundo a polícia, estaria bebendo com menores de idade em um churrasco na casa paroquial em Pirajuí (SP) teve acesso nesta quinta-feira (20) ao vídeo feito pelos policiais militares no dia da ocorrência.
 
Imagens mostram quintal da casa, onde acontecia
o churrasco (Foto: Reprodução / TV TEM)

Eles foram chamados por vizinhos que se incomodaram com a música alta na casa paroquial. Segundo o delegado, as imagens serão anexadas aos autos para serem entregues ao poder Judiciário e ao Ministério Público e poderão ser usadas como provas no processo.

“As imagens comprometem bastante o padre e contradiz o que ele disse em depoimento, pois ele afirma que não ingeriu bebidas alcoólicas e também não tinha conhecimento que os menores estavam bebendo”, afirma o delegado, em entrevista ao G1. O padre deve responder pelo artigo 243 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que diz que é crime fornecer à criança ou adolescente qualquer tipo de substância que cause dependência.

No vídeo, um dos menores confirma que participava de um churrasco na casa paroquial e que bebeu duas ou três latinhas de cerveja. O padre também afirma aos policiais que bebeu. Nas imagens também é possível ver várias latas de cerveja vazias espalhadas pela casa.

Entenda o caso
Segundo as informações do boletim de ocorrência, no último final de semana, a PM foi até a casa paroquial após receber a denúncia de vizinhas sobre o som alto no local. Os policiais foram recebidos pelo padre, que, a princípio, disse que estava sozinho. No entanto, a PM insistiu para entrar e foi autorizada pelo sacerdote.

Padre era responsável por uma das igrejas de
Pirajuí (Foto: Arquivo/ TV TEM)

No local, havia quatro rapazes, dois deles menores de idade, de 16 e 17 anos que, conforme a polícia, estariam bebendo junto com os outros dois jovens e o padre. No entanto, na delegacia, o padre explicou que combinou de fazer um churrasco com os rapazes, que são amigos dele, depois da missa e que o grupo comprou a cerveja por conta própria. Ele também negou que ofereceu bebida aos jovens.

Segundo informações do delegado responsável pelo caso, em 2002 o padre foi flagrado dirigindo bêbado e na contramão na Rodovia Marechal Rondon. Na ocasião, ele ainda teria agredido os policiais que fizeram a abordagem e foi registrado boletim de ocorrência de embriaguez, resistência e desacato.

Após a repercussão do caso, a Diosese de Lins decidiu afastou nesta semana o padre e informou que informou que está apurando os fatos e ouvindo testemunhas. Uma reunião será realizada nesta sexta-feira (21) para que sejam definidas quais medidas serão tomadas pela igreja. A reportagem da TV TEM tentou entrar em contato com o padre, mas a diocese orientou que ele não se manifestasse sobre o assunto.

* Com informações de Luciana Texeira e Gabrielle Gabas. 
G1
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário