5 de nov de 2014

Maconha é legalizada em mais dois estados e um distrito dos EUA

Posted by Semeando Paz on 5.11.14No comments


Washington DC, capital dos EUA, legaliza uso recreativo da maconha. Oregon e Alasca também liberaram a erva em consultas populares 

 

Capital dos EUA e mais dois estados legalizam maconha para uso recreativo nos EUA (Pragmatismo Político)
Os estados de Oregon e Alasca e o distrito de Columbia, onde está localizada a capital dos Estados Unidos, Washington, aprovaram nesta terça-feira (4) a legalização do uso da maconha para fins recreativos, com regras distintas. Eles se juntam aos estados de Colorado e Washington, que já haviam liberado a droga em anos anteriores.
Na Flórida, ao contrário, a consulta sobre a legalização referendou a posição negativa para a legalização. Assim, quatro estados e o distrito de Columbia são os locais onde a droga será liberada no país.
Em Oregon, a nova lei vai permitir a posse pessoal, o plantio e a venda para pessoas com mais de 21 anos, além de regulamentar o comércio de produção, distribuição e venda da planta. Em Columbia, porém, o ordenamento será mais rígido: cada pessoa poderá possuir, no máximo, duas gramas da droga para uso pessoal e ter até seis plantas de maconha em casa. Na capital ainda será permitida a transferência de quantias limitadas para outras pessoas, mas não a venda. As medidas são parecidas com as do Alasca, onde será permitido o porte de apenas uma grama de maconha para pessoas com mais de 21 anos.
Na capital estadunidense, no entanto, a medida gerou discórdias: por ser um distrito, e não um estado, o Congresso do país tem poder de anular leis referendadas em consultas populares, e alguns parlamentares já sinalizaram com a possibilidade de anular a decisão.
“É sempre uma batalha difícil vencer a iniciativa da legalização da maconha em um ano como este, em que os jovens estão menos propensos a votar. Assim, a vitória de hoje (terça-feira) fica mais doce”, disse um dos líderes do movimento favorável ao uso da maconha, Ethan Nadelmann, da Drug Policy Alliance.
As decisões já criaram debates em outros locais: nesta terça-feira, os jornais da Califórnia manchetaram reportagens sobre um possível plebiscito para liberar a maconha no estado em 2016. Uma lei federal nos Estados Unidos considera a maconha uma droga ilegal, assim como a cocaína e o LSD.
Entre esta quarta-feira (5) e quinta (6) serão divulgados os dados oficiais de percentuais e números de votos das eleições gerais nos Estados Unidos, que aconteceram nesta terça.
Revista Brasileiros
 Pragmatismo Político
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário