10 de ago de 2014

Tufão no JAPÃO deixa rastro de destruição por onde passa.

 


Ondas altas, rios transbordando, alagamentos e muitas casas e prédios danificados pelo ventos causado pelo tufão


Tóquio - O tufão número 11 está passando lentamente pelo Japão.

Nas regiões Tokai e Kinki, as prefeituras estão alertando aos moradores que tomem muito cuidado com as chuvas, deslizamentos de terra, alagamentos e também com as ondas altas nas zonas costeiras.

Em torno das 14h00 deste domingo (10), o tufão chegou à cidade de Maizuru (Quioto), e está avançando a uma velocidade de 35 km/h.

As chuvas chegaram a 56 ml por hora na cidade de Quioto (capital da província do mesmo nome).

A previsão é que o tufão se desloque para o norte, em direção ao Mar do Japão.

Chuvas repentinas estão atingindo as regiões centro e norte do país e a expectativa é de chuva muito intensa de 50 ml a 100 ml em Hokkaido e na região Tohoku.

A Agência Meteorológica do Japão solicita às pessoas muita atenção e cuidado, e mesmo achando que o tufão já passou, é melhor ficar atento com os deslizamentos de terra, que podem ocorrer mesmo depois que a chuva passar.

Muitas regiões estão alagadas e casas e prédios tiveram telhas arrancadas pelo vento, e muitos carros estão quase cobertos pela água da chuva.

Todo cuidado é pouco. Nas regiões de alerta especial, é mais seguro se abrigar em casas e prédios resistentes, e se possível, ficar no segundo andar, pois o térreo pode ser invadido pela água.


Foto: Reprodução/Agência Meteorológica do Japão
Foto do tufão Halong tirada por satélite
http://www.alternativa.co.jp
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário