7 de jul de 2014

BAYER está lançando soja transgênica

O uso de pesticidas tóxicos continua a aumentar / "alto consumo de carne contribui para a intoxicação por agrotóxicos" 
OGM agricultor
Mensagem Ativista 

Bayer CropScience lançou uma nova gama de produtos de soja. A empresa começou a vender o glifosato e semente de soja OGM resistente glufosinato sob a marca Credenz. Outras variedades que têm maior resistência contra os chamados herbicidas HPPD devem seguir em uma data posterior. 

Dirk Zimmermann, do Greenpeace criticou o lançamento, dizendo que "após o fracasso de plantas tolerantes ao glifosato BAYER agora é aumentar a produção de pesticidas. Tendo ingressado na corrida armamentista do cultivo da soja GM global, a corporação tem tirado do armário se como um aproveitador guerra irresponsável. A introdução de novas plantas geneticamente modificadas com uma série de novas resistências a herbicidas desmascarou todo o conceito como uma rua de mão única que serve apenas como um veículo para vender mais e mais tóxicos agroquímicos. " 

As florestas, terras de pousio e fazendas de pequena escala na América do Sul foram deslocadas pelas plantações massivas de soja. A cultura não é usado para alimentar a população local, mas em vez disso é, em grande parte exportada para a Europa e os EUA, devido à grande demanda pela indústria de carne. Por outro lado, a produção de alimentos básicos está sendo minada pelo boom da soja. 

Philipp Mimkes da Coalizão contra os perigos BAYER (CBG) disse: "O alto consumo de carne está causando grandes danos ecológicos e de saúde na América do Sul. Exigimos uma conversão para a agricultura ecológica, mesmo que isso leva a uma diminuição na produção de carne.Herbicidas tóxicos, como o glifosato eo glufosinato deve ser banido! ". O glifosato e glufosinato são vendidos em combinação com sementes geneticamente modificadas, particularmente de soja e milho. Uma vez que o mercado de sementes é controlada por apenas um punhado de corporações, muitos agricultores só são capazes de comprar sementes de OGM. 


O glifosato ("Roundup"), desenvolvido pela Monsanto, é a agrotóxicos mais vendido em todo o mundo. À medida que a patente expirou, o ingrediente ativo é agora também vendido pela Bayer e outras empresas. O glifosato é suspeito de causar defeitos de nascimento, danificando o DNA e promover doenças, incluindo a doença de Alzheimer, diabetes e câncer. 

O glufosinato é ainda mais tóxicos. A avaliação da Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA), afirma que a substância representa um alto risco para os mamíferos. O glufosinato é classificada como tóxica para a reprodução, com experimentos de laboratório, causando parto prematuro, morte intra-uterina e abortos em ratos. É por isso que a substância deve ser retirado de venda na UE em 2017, o mais tardar. Isso não impediu BAYER de anunciar maio 2013 que iria construir uma enorme nova fábrica glufosinato nos EUA. Desta forma, a empresa pretende fechar a abertura causada pelo aumento da ineficácia de glifosato contra as ervas daninhas. 

Transgênicos não resolvem o problema da fome, ao contrário do alegado repetidamente feitas por lobistas. Cerca de 80 por cento dos cultivos transgênicos são utilizados como ração animal.Cultivos transgênicos não são nem resistentes à seca nem rendendo alta mais. Seu cultivo em áreas cada vez maiores está empurrando para trás a produção de alimentos, tornando mais difícil para alimentar as populações locais. 

Com uma quota de 20% no mercado global BAYER é a segunda maior fabricante de pesticidas. Os produtos da corporação são responsáveis ​​por uma proporção significativa de intoxicação por agrotóxicos no mundo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que até 20 milhões de casos de intoxicação por agrotóxicos ocorrem anualmente, dos quais até 200.000 casos terminam em morte. Tradução: Susanne Schuster (Tlaxcala) 

Press release fonte .
 
FONTE:
http://www.activistpost.com/
http://illuminatielitemaldita.blogspot.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário