20 de dez de 2013

Papa Francisco é escolhido como “Personalidade do Ano” pela maior revista gay do mundo

Julio Severo
Os elogios não param de bater à porta do Papa Francisco, que foi nomeado como “Personalidade do Ano” pela The Advocate, a maior revista homossexual do mundo.
É a segunda grande homenagem que o papa recebeu em uma semana. Em 11 de dezembro, o papa foi nomeado como “Personalidade do Ano” pela Time, a mais importante revista esquerdista dos EUA.
A capa da The Advocate destaca a famosa declaração do papa, feita durante entrevista em junho: “Se uma pessoa é gay e busca a Deus com boa vontade, quem sou eu para julgar?”
“A profunda mudança do Papa Francisco em retórica com relação aos seus dois predecessores… faz do que ele tem feito em 2013 ainda mais audaz,” os editores da The Advocate escreveram, comentando que João Paulo II e Bento 16 haviam sido colocados na lista dos merecedores dos “Prêmios de Fobia” da revista por posturas contra a homossexualidade durante seus papados.
Por “posturas contra a homossexualidade,” The Advocate também entende a mera atitude de ajudar alguém que não quer mais ser homossexual. Dois anos atrás, essa revista gay me atacou pela minha postura de apoiar Lisa Miller, uma mulher que se converteu a Cristo, deixou o lesbianismo e hoje é fugitiva da “justiça” americana que quer entregar a filha biológica dela à sua ex-parceira lésbica, que nunca se converteu e está determinada, mesmo sem nenhuma ligação biológica, a tirar a menina de Lisa.
Fui atacado apenas por defender mãe e filha.
Por que então The Advocate, em vez de atacar, colocou o papa no pedestal? Pelo mesmo motivo que Leonardo Boff, da Teologia da Libertação, o elogia. Pelo mesmo motivo que a Esquerda evangélica o vê com bons olhos. Essa Esquerda disse: “O papa Francisco é promessa de dias melhores.”
Toda a Esquerda está percebendo isso. O papa Francisco é promessa de dias melhores — para a Esquerda católica, evangélica, secular, homossexual, etc.
Nesse espírito, as grandes revistas, jornais e canais de TV dos EUA destacaram, com aprovação, a nomeação do papa à posição de “Personalidade do Ano” na maior revista gay do mundo.
A homenagem ao papa foi destaque também em A Capa, o maior site gay do Brasil.
Com informações de The Advocate, USAToday e A Capa.
Fonte: www.juliosevero.com
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário