12 de nov de 2013

Brasil vai investir R$ 6 mi para melhorar educação na África .........e o Brasil cada dia mais no buraco.


Imagem: Reprodução/Redes Sociais
A presidente Dilma Rousseff deve chegar no próximo domingo a Portugal e a expectativa é que o governo brasileiro formalize um acordo para o financiamento de 45 novos projetos destinados ao aperfeiçoamento do ensino superior, envolvendo os países de língua portuguesa. A proposta refere-se a Angola, Cabo Verde, à Guiné Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe, além do Timor Leste. A ideia é fazer uma parceria com 20 universidades brasileiras.
Os projetos, conduzidos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), envolvem cerca de R$ 6 milhões. Entre eles, está a cooperação entre a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e as autoridades de São Tomé e Príncipe na criação da primeira universidade pública do país.
O reitor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e vice-presidente da Associação das Universidades de Língua Portuguesa (Aulp), Clélio Campolina, disse que o objetivo é incrementar as parcerias. Os projetos resultam de reuniões da Aulp.
Os projetos incluem a formação e qualificação de professores, a reestruturação e a criação de cursos, linguagem e parcerias em estudos acadêmicos. Participarão dos projetos a UFMG, a Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a Universidade Federal de Goiás (UFG), a Universidade de Brasília (UnB) e mais 14 instituições.
06/06/13Agência Brasil
http://www.folhapolitica.org
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário