24 de out de 2013

PRÍNCIPE GEORGE FOI BATIZADO COM ÁGUA DO RIO JORDÃO - SIMBOLISMO ILLUMINATI? ? ?

O príncipe William e a duquesa Catherine carregam o príncipe George: cerimônia para poucos (John Stillwell/Reuters)
Em batizado, príncipe George usa réplica de mandrião criado em 1841 O evento foi oficiado pelo arcebispo de Canterbury, Justin Welby, líder da Igreja Anglicana  

 
Publicação: 23/10/2013 12:26 Atualização: 23/10/2013 16:49

                                      
Londres - O príncipe George da Inglaterra, terceiro na linha de sucessão ao trono, foi batizado nesta quarta-feira (23/10) em uma cerimônia privada na presença da rainha Elizabeth II, bisavó da criança, e de 21 familiares e amigos. O batizado foi oficiado pelo arcebispo de Canterbury, Justin Welby, líder da Igreja Anglicana. Os duques de Cambridge, o príncipe William e Catherine, pais do menino de três meses, escolheram a capela real do palácio de Saint James, e, Londres, no que foi interpretado como um desejo de manter a discrição da cerimônia.

Mandrião em renda e cetim, a fonte, a água do rio Jordão: essas são algumas curiosidades sobre o batismo do príncipe George. Trata-se de uma réplica do mandrião criado em 1841 para a filha mais velha da rainha imperatriz Victoria, a princesa Victoria. É feito de rendas e cetim branco. Mais de 60 bebês da família real britânica usaram depois dela, incluindo todos os filhos e netos da rainha Elizabeth. O último a vesti-lo foi Louise Windsor, filha do príncipe Edward, em 2004.

Mas, cada vez mais frágil, o original é agora cuidadosamente preservado, e uma réplica foi criada por ordem da Rainha. Foi usado pela primeira vez em 2008 para o batismo do irmão de Louise, James, e os de Savannah e Isla, bisnetas da rainha.

Capela real


Em uma ruptura com a tradição, o batismo acontece na Capela Real do Palácio St. James, em vez do Palácio de Buckingham. Foi neste local que repousou os restos mortais da mãe de William, a princesa Diana, antes de seu funeral, em 1997.

A capela começou a ser construída em 1531 pelo rei Henrique VIII. O coração da rainha Mary I da Inglaterra foi sepultado na capela-mor em 1558. Foi também onde a rainha Victoria casou-se com o príncipe Albert, em 1840. O último batismo de um membro da família real no local foi o da princesa Beatrice, uma prima do príncipe William, em 1988.

Leia mais notícias em Mundo

Vestido em renda em batizado na Capela Real do Palácio St. James: rito tradicional teve alguns padrões  quebrados (John Stillwell/AFP)


Vestido em renda em batizado na Capela Real do Palácio St. James: rito tradicional teve alguns padrões quebrados

Fonte batismal

Os membros da família real são tradicionalmente batizados com água do rio Jordão, onde Jesus foi batizado por João Batista segundo o Evangelho. A fonte dourada, em que foram esculpidos lírios e querubins tocando a lira, foi encomendada pela rainha Victoria e usada pela primeira vez para o batismo da princesa Victoria em 1841.

Tem sido usada para batismos da família real desde então, com exclusão da princesa Eugenie em 1990. Com uma altura e diâmetro de 43 centímetros, é uma das joias da coroa mantidas na Torre de Londres.

Moeda comemorativa

Uma moeda de cinco libras (seis euros) foi cunhada, especialmente por ocasião do batismo, a primeira vez para uma tal cerimônia.
 
 
FONTE:
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário