24 de set de 2013

Açúcar: mais viciante e tão perigoso quanto qualquer droga moderna


Segundo o chefe do Serviço de Saúde da Holanda, o açúcar é a droga mais perigosa da atualidade.


Paul van der Velpen, o chefe do serviço de saúde de Amsterdã, capital holandesa, onde a venda de maconha é legalizada, quer vêr o açúcar bem regulado.

"Assim como o álcool e o tabaco, o açúcar é realmente uma droga. O uso de açúcar deve ser desencorajado. E os usuários devem estar cientes dos perigos", escreveu ele em um site oficial de saúde pública.

"Isto pode parecer exagerado e rebuscado, mas o açúcar é a droga mais perigosa dos tempos modernos e ainda pode ser facilmente adquirido em todos os lugares."

Van der Velpen cita uma pesquisa alegando que o açúcar, ao contrário da gordura ou outros alimentos, interfere com o apetite do corpo criando um desejo insaciável de continuar a comer, um efeito que ele acusa a indústria de alimentos de usar para aumentar o consumo de seus produtos.

"O açúcar perturba esse mecanismo. Quem usa o açúcar quer mais e mais, mesmo sem estar com fome. Dê a alguém ovos e ele vai parar de comer em um determinado momento. Dê-lhe biscoitos e ele comerá  sem parar, mesmo que seu estômago esteja doendo", argumentou.

"O açúcar é realmente uma forma de vício. É tão difícil de se livrar do desejo por alimentos doces quanto o desejo de fumar. Assim os dietas só funcionam temporariamente. A terapia para viciados é a melhor solução."

O alto funcionário de saúde quer ver impostos para o açúcar e limites legais estabelecidos para a quantidade que pode ser adicionada à alimentos processados.

Ele também quer avisos parecidos com os dos cigarros em doces e refrigerantes dizendo aos consumidores que o "açúcar é viciante e ruim para a saúde."

"As seguradoras de saúde devem financiar a terapia de vício para os seus clientes obesos. Nas escolas não seriam mais permitida a venda de doces e refrigerantes. Produtores de bebidas esportivas, que são cheias de açúcar, devem ser processados por publicidade enganosa e assim por diante", disse ele.

O número de pessoas obesas na Holanda dobrou nas últimas duas décadas, o que significa que mais da metade dos adultos holandeses e um em cada sete crianças estão acima do peso em um país famoso por seus croquetes fritos.

Fonte: The Telegraph
http://noticias-alternativas.blogspot.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário