10 de ago de 2013

O perigo da lente de contato veja!


O Ministério Público Federal fez recomendações à ANVISA (agência nacional de vigilância sanitária) para alertar aos fabricantes de lentes de contato sobre a necessidade de informar ao usuário os perigos que esta pode causar.
Mas o perigo não está somente na higiene, na armazenagem, no cuidado em usar no tempo certo, nem no dormir sem ela. Embora tudo isso seja importante, usar lente de contato é muito mais prejudicial.
Já imaginou, por exemplo, o produto usado para a limpeza e conservação da lente? Ele deixa resíduo, é droga, tem efeito colateral, ainda que imperceptível e que seus efeitos venham a manifestar muito tempo após.
Existem vários tipos de lentes de contato, vamos falar da gelatinosa que é o que existe de mais funcional no mercado e a que menos afeta à saúde dos olhos. Imagina se não fosse…
Quando se vai adaptar as lentes, é necessário fazer o teste para ver a quantidade de lágrima existente no filme lacrimal. Sabe por quê?
Porque a lente quando está fora de uso, se alimenta do líquido apropriado, caso contrário, desidrata, resseca e deteriora, mas uma vez a lente estando no olho, vai se alimentar da lágrima, roubando o alimento do olho.
Usando lente de contato, ainda que a pessoa tenha uma quantidade boa de lágrima, vai ter que dividir esta entre o olho e a lente.
Imagine você dividir seus nutrientes e suas defesas com outra pessoa?
A propensão para infecção é maior e é necessário cuidar melhor dos nutrientes. Alguém ensina issso?
Sem lágrima suficiente, a córnea poderá desidratar (olho seco) ulcerar, perder a lubrificação, além de provocar infecções comprometedoras ou outras patologias tão perigosas que pode cegar. Mas como o “estrago” não é imediato, as pessoas não associam com futuras patologias dos olhos. Pensam ser fatos separados e por isso não atentam para a gravidade.
A lente de contato usa a reserva da defesa do olho que vai reagir, na iminência de conseguir estabilidade do seu meio. Usando Lente de Contato o olho está no limite da possibilidade de fazer seu metabolismo.
E para que serve a lágrima?
Tem diversas utilidades, entre elas é antibiótico e antiinflamatório natural. Protege o olho contra as impurezas, vírus e bactérias.
Hidrata e alimenta a córnea, sem a lágrima a córnea morre, já que esta não é vascularizada e seu alimento principal é o oxigênio vindo do meio externo.
Por mais que a lente de contato seja porosa e preparada para captar o oxigênio, impede o fluxo natural do ar, deixando a córnea carente deste alimento. Só imaginar como o ar penetra pela janela, com um impedimento, como uma cortina, por exemplo.
Já viu a terra seca do nordeste? Terreno desidratado fica ondulado, partido, deformado.
O olho seco é parecido, enxerga-se imagens nubladas e deformadas. Pior é que é doloroso, incômodo e não tem cura para a alopatia.
Sem a córnea não é possível enxergar, pois os olhos funcionam como um jogo de lentes, entre elas a córnea. Incrível, mas a lágrima também é uma lente. Sendo que a córnea é a mais importante, pois tem 43 dioptrias. Para ter idéia do que isso significa, imagine aquelas lentes “fundo de garrafa” que raramente encontra alguém com elas. Esta deve ter cerca de  15 dioptrias, isto é, 15 graus. Dá para imaginar a potência de 43 graus?
Agora pense na grossura da lente “fundo de garrafa” e na córnea que tem 0.65mm, menos de 1 milímetro e ainda contém 5 camadas.
Só a natureza para fazer isso e se perder esta córnea não terá nada igual. Pode-se fazer um arranjo com um transplante, mas os problemas e o incomodam não compensam.
Melhor estudar a fisiologia do olho, a função da lágrima, a importância da córnea e concluir se vale à pena arriscar a usar lente de contato em um órgão tão precioso como é o olho.
Mas claro que tem gente que dá sorte, só que nunca se sabe com quem vai acontecer…Melhor ler o livro: Cuide de seus olhos, para exercitar os olhos e enxergar sem óculos.
Quando estudei optometria, durante o estágio de contatologia, pude ver a crueldade quando os colegas foram obrigados a colocar lentes de contato nos seus olhos. A maioria sentia grande desconforto, os olhos ficavam vermelhos, irritados, com excesso de lágrimas, reação normal a um corpo estranho dentro de uma área tão sensível, mas a professora dizia que o olho se acostumava…
Sim, ele se adapta porque nosso corpo é capaz de fazer adaptação embora com conseqüências…
Na visão da naturopatia, não é nada recomendado, já que, lançar mão das reservas, faz o corpo perder energia, comprometendo a energia vital e com o tempo, o organismo vai perdendo a capacidade de reagir.
As patologias desenvolvidas pela lente de contato são altamente incomodas, dolorosas e perigosas.
Além destes inconvenientes, a lente de contato pode causar perigo por está mal adaptada, por falta de higiene ou cuidados que nem sempre é confortável cumprir como retirar ao dormir e isso é super importante, pois é durante o sono que a quantidade de lágrimas e o oxigênio caem, sendo mais perigoso ainda ter um corpo estranho no olho com baixa imunidade. E ainda vai impedir um relaxamento mais sutil, aquele imperceptível, mas que recarrega as energias.
Imagine chegar tarde depois de uma balada com os amigos, cheio de sono, ter que cumprir o ritual de tirar as lentes… Talvez por isso o fabricante dá a tolerância para dormir.
Atualmente, com a poluição nas cidades grandes ou pequenas, devido aos carros despreparados para não poluir, os olhos já encontram dificuldades para um bom metabolismo. É uma luta interna para equilibrar o meio e contra os agentes agressores, internos (vírus, bactérias) e externos (substâncias tóxicas contidas do ar, poluição ou objetos estranhos). E a lente de contato é mais um objeto estranho, pior ainda, de maior tamanho porque ocupa uma área significativa da córnea e as partículas da poluição são quase sempre invisíveis.
A lente de contato rígida é muito mais prejudicial porque não tem maleabilidade e a porosidade é quase nula, o que dificulta ainda mais as trocas de nutrientes com o ar. Geralmente é bem incômoda.
Contatologia é uma área muito complexa, requer conhecimento constante, mas é necessário raciocinar para não ficar como “Maria vai com as outras”. Os brasileiros não são acostumados a questionar, principalmente na área da saúde, por isso são chamados pelos profissionais da área de “pacientes”, porque são passivos…
Existem inúmeros trabalhos científicos que justificam o mal provocado pelas lentes de contato, mas quase nada em português, seria bom pesquisar para contestar com embasamento cientifico. Sei que não é fácil para os dependentes das lentes de contato, ler um artigo assim.
Se ligue e boa sorte!
Suzete Barreto é naturopata, iridóloga, escritora e instrutora dos exercícios visuais para melhorar a visão.
www.saudeintegral.com
http://libertesuamente13.blogspot.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário