11 de jul de 2013

NINGUÉM ESTA ENTENDENDO NADA !


foto: leonardoconcon

Muito já se disse a respeito das manifestações de rua e, a julgar pelos continuados registros nos diversos meios de comunicação, as verdadeiras causas e motivações desse indecifrável fenômeno social ainda desafiam especialistas, pesquisadores, formadores de opinião.  Aqui e alhures. O estrago, nem o velho do Restelo seria capaz de pressentir.

Inimaginável foi constatar que, por míseros R$ 0,20, apenas um Quinto do Real, a população viesse para as ruas protestar e exigir o fim da atual Derrama praticada por diferentes governos, mas, alçada a níveis insuportáveis, após a chegada do PT ao poder. Impensável porque o mesmo povo permanecia mudo, cordato e resignado diante de rombos astronômicos no INSS, Deltas, DNIT, Mensalão, 7 ministros depostos por corrupção (no primeiro ano de governo), obras bilionárias para uso eventual como Copa e PAN e tantos outros malfeitos.

O susto inicial foi tão surpreendente que, da noite para o dia, sumiram todos os políticos. Nenhum deles foi encontrado para entrevista. O histerismo tomou conta do partido do governo e a “gestora” Dilma, que não fala nem com ministro, após reunião com os sábios e o marqueteiro da corte, resolveu soltar o verbo e, no vácuo, verbas. Do nada, liberou 50 bilhões para um PACTO. Não explicou o que significa TO, mas, pelo nome, supõe-se ser parente dos PAC I e II.

As manifestações tornaram-se epidêmicas. Fala-se que os governantes não entenderam a voz das ruas. É possível. No entanto, muito mais grave e preocupante nos parece ser o inverso. A nação não estar entendendo o PT.

Corrupção desenfreada, expansão da máquina governamental, 39 ministérios, nomeações à granel, colapso completo dos serviços de saúde, deterioração das rodovias, portos e aeroportos, dos transportes, falência da educação, carência de segurança, desmoralização das instituições, perdão de dívidas e empréstimos para países comandados por ditadores corruptos e inadimplentes, gastos faraônicos e secretos nos cartões corporativos, comprometimento do BNDES, CEF e BB, debilidade da Petrobras, e muitos outros absurdos, só podem ter sido possíveis ao arrepio das leis, de maneira sorrateira e ocultadas mediante maquiagens contábeis que, vez por outra vazam na imprensa, e certamente poderão trazer prejuízos irremediáveis ao partido. Quanto não ficou-se sabendo no julgamento do Mensalão!

O risco de se submeter a uma auditoria transformou o chamado Plano de Poder em necessidade de sobrevivência. A revelação da extensão do butim continuado à Nação, comenta-se à boca pequena que um “Mega Mensalão”, sem a máquina na mão, pode levar muita gente ao desespero.

O Planalto não entendeu o grito das ruas e o Brasil não está entendendo o desespero do PT. É aí que mora o perigo!
 
http://movimento31dejulho.blogspot.com.br/2013/07/ninguem-esta-entendendo-nada.html
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário