18 de nov de 2014

10 MOTIVOS PARA NÃO EXPOR AS CRIANÇAS À PUBLICIDADE, SE VOCÊ DESEJA MESMO CRIAR SEUS FILHOS CORRETAMENTE

Posted by Semeando Paz on 18.11.14No comments


1..LEGAL
O Código de Defesa do Consumidor já define que a publicidade que se aproveita da ingenuidade infantil é considerada abusiva, proibindo essa prática.

2. É IMORAL
Crianças são utilizadas como promotoras de produtos para elas e seus pais. Personagens e ídolos infantis são associados a marcas para atrair atenção desse público.

3. ENGORDA
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), os governos têm a responsabilidade de desenvolver políticas públicas para reduzir o impacto do marketing de alimentos e bebidas com baixo teor nutricional sobre as crianças. Pesquisa realizada pela Universidade de Oxford revelou que uma em cada sete crianças norte-americanas obesas não teria problemas de sobrepeso se não tivesse sido exposta a publicidade de alimentos não saudáveis na tevê. Mais de 15% das crianças brasileiras estão obesas.

4. NÃO É SUSTENTÁVEL
Estudos mostram que nós já consumimos quase um terço a mais do que a capacidade da Terra nos disponibiliza. Estimular o consumo sem reflexão vai na contramão da formação que estamos tentando dar a nossas crianças.

5. EROTIZA
Sutiã com enchimento para meninas de 6 anos, cremes antienvelhecimento para crianças de 8, bonecas com maquiagem, crianças vestidas como mini-adultas, festas de aniversário em salões de beleza. Tudo isso está ligado a ações de marketing.

6. DISTORCE VALORES
A publicidade diz a crianças e adolescentes que eles só serão felizes se possuírem ou usarem determinado produto, perpetuando a cultura de que é preciso ter para ser. Boa parte das publicidades estimula a competição, o individualismo, o preconceito e a adulação como forma de conseguir o produto anunciado, além de contribuir para o consumo precoce de álcool e tabaco e para a diminuição das brincadeiras criativas.

7. ESTRESSA A FAMÍLIA
A publicidade infantil é pensada minuciosamente, de forma que as crianças sejam estimuladas a pedir o produto repetidamente para vencer os pais pelo cansaço - esse é o chamado "fator amolação", amplamente estudado e usado pela indústria do marketing.

8. ESTIMULA A VIOLÊNCIA
Pesquisa mostra que o acesso rápido ao consumo, a independência e o prestígio são os principais motivadores de delitos entre os internos da Fundação Casa (SP). Como a publicidade passa a ideia de que só quem tem está inserido na sociedade, crianças e adolescentes acabam usando da violência para conseguir aquilo que acreditam ser necessário para serem aceitos.

9. SE APROVEITA DA AUSÊNCIA DOS ADULTOS
Mais de 85% das crianças brasileiras assistem a tevê diariamente em um tempo médio de mais de 5 horas. A mãe e o pai trabalham fora o dia todo para sustentar a casa e seus filhos. Cenário ideal para a publicidade infantil invadir sua casa e ocupar seu espaço.

10. NÃO SE SUBMETE A NINGUÉM
No Brasil, não há um órgão que fiscalize os abusos cometidos pelo mercado publicitário. As agências e os anunciantes atuam apenas com base em um acordo de autorregulamentação, que não prioriza os interesses do cidadão e não protege a infância.


Maiores informações: http://consumismoeinfancia.com/

http://libertesuamente13.blogspot.com.br/
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário