9 de out de 2014

Historiador conclui que Jesus nunca existiu

Posted by Semeando Paz on 9.10.14 1 comment


“O filho de Deus é apenas uma figura mítica”, referiu Michael Paulkovich, investigador e historiador, ao Daily Mail.

A declaração é polémica e promete causar acesas discussões em todo o mundo. Afinal, o número de crentes em todo o que professam a fé cristã é enorme, e promete continuar a aumentar.

Paulkovich chegou à conclusão depois de ter analisado 126 textos históricos sem encontrar qualquer menção a Jesus Cristo nem qualquer referência à figura de um messias. Aliás, segundo o Correio da Manhã, existe uma referência no texto A Guerra dos Judeus (do ano 95), escrito pelo historiador romano Josehpus Flavius, mas, para Paulkovich, a referência é forjada. É que não existe qualquer menção aos atos milagrosos e ao culto prestado pelos apóstolos que levariam à sua perseguição e consequente morte às mãos do Império Romano. Pior ainda, o investigador indica que as passagens que referem Cristo foram escritas por editores, e não pelo autor original.

A crer, Jesus poderá nunca ter existido.

A Fábula de Cristo é o artigo do investigador que refere que a invenção religiosa da figura de Jesus apenas serviu para criar uma figura que pudesse ser idolatrada. É, portanto, uma criação dos seguidores do Cristianismo, a religião com mais fiéis em todo o mundo.

Fonte: http://querosaber.sapo.pt/historia/historiador-conclui-que-jesus-nunca-existiu 
http://issoeofim.blogspot.com.br/
Reações:

Um comentário:

  1. O principal problema na biografia de Jesus e da história do cristianismo é que o apóstolo Paulo, o grande divulgador do cristianismo, não menciona nas suas cartas (escritas entre 45 e 60 E.C.):
    - que Jesus nasceu de uma Virgem chamada Maria;
    - que Jesus tinha vivido, uma ou duas décadas antes, na Galiléia;
    - que Jesus foi baptizado por João Baptista;
    - os discursos de Jesus;
    - os milagres de Jesus (independentemente de serem falsos);
    - os distúrbios que Jesus causou no Templo de Jerusalém;
    - que Jesus foi traído por um discípulo/apóstolo


    As cartas de Paulo parecem ser sobre um filho do Deus dos judeus. Este filho de Yahveh teria alegadamente revelado a Paulo (e a outros antes dele) que iria proceder muito brevemente a uma salvação dos judeus. Nada transparece que Paulo referir-se-ia a um homem da Galiléia chamado Jesus da Nazaré. Mas Paulo teria todo o interesse em convencer a sua audiência (os seus leitores) que o Jesus da Nazaré era o filho de Yahveh, caso tivesse conhecimento da história de Jesus da Nazaré).

    http://quem-escreveu-torto.blogspot.pt/2013/06/paulo-sumario-sobre-cristo.html

    ResponderExcluir