24 de out de 2014

Como transcender o conceito de dualidade

Posted by Semeando Paz on 24.10.14No comments



Quando nós aceitamos o modo dualista de pensar: negativo/positivo, bom/mau, maldoso/amoroso, nós fixamos nossa consciência na 3ª dimensão, o que nos impede de ver com a nossa mente mais elevada uma situação, pessoa ou sentimento, não podemos transcender o conceito de dualidade enquanto estivermos vivendo em um estado de não consciência, a falta de consciência só existe naqueles que não conseguem reconhecer as sombras interiores projetadas para fora.

Vivemos em um mundo onde o ódio é evocado por aqueles que têm os meios e a possibilidade de lucrar com isso, no entanto, como um coletivo nós nos tornamos complacentes na tentativa de compreender o mundo que nos rodeia, muitas vezes esquecemos de nos perguntar para que servem os aspectos “escuros”.

Muitos tiveram encontros com seus próprios elementos “escuros” e perceberam que não só o que chamamos de “escuridão” é necessário, como é vital para os nossos caminhos de alma e aprofundamento do Eu, as lições mais duras servem para moldar o nosso ser interior, a fundação, o próprio núcleo que compõe a nossa essência de diamante lapidado, brilhamos como seres de luz se não nos deixarmos dominar pelos elementos escuros, então, como um coletivo podemos começar a transcender o conceito de dualidade em nosso mundo?

A mudança sempre começa em casa, a fim de mudar o mundo à nossa volta temos que começar por nós mesmos, é essencial que cada um de nós assuma a responsabilidade por nossas próprias tribulações e pare de projetar tons de tendências egoístas para os outros como acusação, julgamento, raiva, intriga, culpa e manipulação, o que nós fazemos com isto é alimentar os elementos mais escuros dentro do nosso ego, que devem ser abordados a partir do nosso interior.

Conforme nossas percepções se desenvolvem a dualidade começa a perder seu domínio sobre nós e começamos a ver os eventos que fizeram parte do caminho de nossa vida de uma forma diferente, ao olhar para trás a partir de um nível superior de consciência sobre os acontecimentos que esculpiram o nosso caminho ao longo da vida: as lições emocionais, as lições de amor, os cenários que uma vez rotulamos como “negativo” ou “traumático” agora podem ser encarados objetivamente, sem apego emocional e sem o EGO nublando as nossas perspectivas, pode ser um evento de transformação do nosso mundo no momento em que recebermos uma revelação “AHA”, nossas perspectivas e convicções sobre os outros muitas vezes desmoronam ao nosso redor nestes momentos.

Se Desconectando da Dualidade: Passos para o Domínio Interior

Contemplação e Registro Diário

Um dos primeiros passos para transcender a dualidade, é ser extremamente honesto com você mesmo sobre onde você está mantendo julgamentos sobre os outros e assim, indiretamente, sobre você mesmo, quem você julga como “errado” ou “ruim” ou “escuro” ? “Quem você tenta controlar e impor a sua vontade, onde em sua vida você manipula outro ser a fim de ‘ganhar’ ”?

Ser mais consciente dos nossos pensamentos momento a momento é uma fase essencial do trabalho interior se quisermos manter a clareza de espírito, em uma fração de segundo nossas energias podem mergulhar para baixo pensando na densidade da 3ª dimensão, onde podemos encontrar-nos em ressonância com os mais baixos pensamentos e ações, quando estamos em ressonância com a frequência do amor o julgamento não existe, ninguém está abaixo da nossa bondade.

O processo de auto sondagem aprofunda significativamente a nossa compreensão da dualidade, quando nos questionamos e recebemos orientação, nós nos entendemos em um sentido mais profundo, a compreensão de nós mesmos leva inevitavelmente à progressão natural da compreensão dos outros e do mundo que nos rodeia, mensagens muitas vezes vêm arremessadas para fora do éter nos dias ou semanas iminentes, isto é conhecido como “verificação com o Eu Superior”, ou “Contemplação de Meditação” segundo muitos videntes e curandeiros, consequentemente, esta etapa sintoniza nossa percepção de nós mesmos fortalecendo nossa voz interior e intuição, ao questionar os nossos próprios motivos e comportamentos que estão em vigor, convidamos as energias de transformação e mudança, bem como fazemos os acenos de reconhecimento aos nossos colaboradores do reino espiritual que estão todos muito conscientes do nosso desenvolvimento e onde estamos em termos de nossos planos de vida, agora estamos receptivos a verdades sobre o nosso desenvolvimento e onde ainda temos de alcançar um crescimento, um diário dedicado ou livro de anotações pode ser fundamental para isso, mesmo que por vezes fiquemos com preguiça, muitas mensagens entram por aquelas que recebemos e que só podem fazer sentido mais tarde, normalmente esses momentos “Aha” chegam enquanto nós estamos no próprio ato de ler sobre as entradas antigas da nossa jornada.

A parte difícil é na maioria das vezes é fazer as perguntas certas para que possamos saber ao que a resposta se refere no momento em que nos é fornecida, se não temos uma pergunta para enquadrar a resposta pode ser difícil saber qual é a mensagem, a consciência novamente desempenha um papel enorme na nossa percepção das respostas, se estamos colados à TV como um exemplo e algo acontece que é uma resposta às nossas ponderações, podemos perder o sentido da mensagem por completo.

Meditação

O segundo aspecto crucial para uma maior iluminação do nosso interior é a meditação, a meditação ajuda a limpar os ciclos de pensamento vibracionais desnecessários e baixos nos tornando mais receptivos aos nossos guias e aos reinos espirituais, este é o estado perfeito para receber orientação e clareza do nosso EU superior, existem alguns métodos amplamente utilizados para receber respostas na meditação, um deles é o de definir a sua intenção com antecedência, deixe o seu guia, ou seu EU superior mais confortável que é que está dirigindo você e com eles sabendo a sua intenção para a meditação, o que você deseja alcançar.

Pense sobre suas perguntas com antecedência, uma vez que você está no estado meditativo e relaxado mentalmente ou em voz alta comece a fazer suas perguntas e permita que sua mente deixe ir a necessidade de formular uma resposta para si mesmo, permita que a sua respiração se torne o foco de sua atenção, pois isso vai centra-lo.

Alguns Exemplos de Perguntas São:

- Qual é a causa da minha raiva?
- Mostre-me o que eu mais preciso ver, ouvir, sentir ou saber sobre mim agora.

- Que crenças limitantes sobre os outros eu estou segurando?
- Como essas crenças estão relacionadas com a minha situação atual?
- Por que eu sou incapaz de controlar minhas emoções quando estou próximo de…?
- Mostre-me qualquer energia que reside no meu interior.

As respostas recebidas podem ser inesperadas, até mesmo chocantes e virão através de uma variedade de maneiras, algumas mensagens podem ser visuais e coloridas, outras através de palavras e sons ou através de cheiros ou de conhecimento, a maioria das pessoas, no entanto, utiliza uma combinação de algumas ou de todos os sentidos intuitivos para receber a informação.

Ao seguir este método de auto deliberação por um tempo, logo ele se torna uma segunda natureza, à medida que subimos na vibração do pensamento, nós renovamos anos e anos de comunicações simples vias neurais de 3ª dimensão codificadas, quando esta auto sondagem tornar-se um instinto habitual, você vai saber que estará na fase em que você está existindo principalmente através do EU superior e não mais através do EGO da mente.

Lembrando-se da Lei da Atração e Ressonância de Energias

O ponto crucial da questão, quando levamos energias ressonantes em conta não podemos jogar a vítima em qualquer cenário na vida, existe uma maneira de usar a Lei da Atração para nos ajudar ao invés de nos atrapalhar e uma grande parte disto é reconhecer os nossos pensamentos e projeções quando ficamos cara a cara com eles, manifestamos o que precisamos para evoluir em nossa existência, o que nós escolhemos ver com isso, ascensão ou afundar está firmemente dentro de nossas próprias mãos, dito isto no entanto, às vezes pode ser difícil reconhecer uma lição espelho, elas fundamentalmente envolvem alguém ou algo que nos provoca de tal forma que viaja profundamente com os aspectos mais extremos do nosso caráter, esse tipo de mentalidade nublada erradica completamente a nossa objetividade, as pessoas projetam suas próprias fraquezas de caráter nos outros, embora não reconheçam em si mesmo ou semelhante ressonância de comportamento em si mesmos.

O principal benefício de transcender a dualidade é que você já não se relaciona com o dedo que aponta, com o julgamento ou a rotulagem de qualquer tipo, agora você entende que cada alma tem as suas lições, seu nível de consciência e seu próprio caminho para o crescimento, isso resulta em uma dissolução da frustração com os outros ou eventos externos, a vida é menos estressante, você para de tentar controlar tudo e qualquer coisa que você não gosta, você tem uma compreensão maior das propriedades curativas do reino das sombra, você fica mais hábil em lidar com situações emocionalmente carregadas que antes você teria rosnando de raiva! Quando você pode responder a uma pessoa ou evento em forma objetiva, imparcial e sem emoção, você sabe que atingiu um ponto crucial em seu desenvolvimento do Eu, o desafio será a manutenção de sua nova vibração.

“Porque exatamente você está aqui?”

“Veja com os olhos limpos de ódio.”
~ Princesa Mononoke, Filme ~

©Nadine Grant
Fonte AQUI
http://horacosmica.blogspot.com.br/
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário