27 de out de 2014

A chuva de aranhas no Paraná

Posted by Semeando Paz on 27.10.14No comments

Se você tem medo de aranhas você vai se borrar todo(a), um estranho e curioso fenômeno envolvendo quilos de aranhas foi registrado por um Designer em uma cidadezinha do Paraná.
Estão prontos para o domingo insano?
Eu não estou...
Não importa vamos ao fato...


O fato

E de repente um aglomerado de aranhas surge no seu campo de visão, quilos e quilos de aranhas penduradas em suas teias correndo pra lá e pra cá, elas estão por toda parte é literalmente uma chuva de aranhas. Não é filme e nem ficção cientifica isso é real, isso é brutal.

A testemunha do fato

O incrível fenômeno da ‘chuva de aranhas’ aconteceu em Santo Antônio da Platina, Paraná, no dia 3 de Fevereiro de 2013 e foi registrado através de uma gravação pelo designer Erick Reis, que nunca havia presenciado algo parecido em sua vida.

Erick explica: "Eu estava fotografando em uma festa de noivado de uns amigos meus e vi as aranhas quando estava indo embora, já no fim da tarde. Fiquei pasmo com a situação, nunca tinha visto igual, tanto que nem acreditei direito no que estava vendo"

Erick ainda disse: "Bem estranho mesmo, fiquei tão distraído que até esqueci minhas câmeras na chuva. Eu não tenho nem idéia de quantas aranhas estavam aglomeradas, sei que eram muitas".

A explicação do fato

As aranhas que formaram a “nuvem” são da espécie Anelosimus eximius, conhecida popularmente como “tecedeira-sombria”. O professor de biologia da Universidade Federal do Norte do Paraná (UENP), Luiz Carlos de Pontes Silva, afirmou, em entrevista ao jornal Gazeta do Povo, que o fenômeno se deu devido a uma falta dos predadores naturais da aranha, como morcegos e aves. Um estudo feito na região pelo pesquisador aponta que os pássaros e morcegos da região trocaram as árvores por pastagens, afastando-se das aranhas e permitindo a proliferação das mesmas.
Por necessidades de caça a insetos, as aranhas fêmeas produzem as teias, mas os machos também o fazem, para impressioná-las. E isso tudo gera o enorme emaranhado em meio aos fios elétricos.  Para piorar a situação, as aranhas dessa espécie são bastante agressivas. O biólogo recomenda que o contato com elas seja evitado, para que não ocorram reações alérgicas.

O vídeo de Erick Reis

Erick registrou o estranho fenômeno em um vídeo com sua câmera, nele podemos ter um pouco de noção da quantidade de aranhas que circularam por aquela região no dia 3.


Gostou desse fenômeno? 
Então confira outro fenômeno fantástico e real no link abaixo
Chuva vermelha: Os invasores do espaço
http://www.insanidadeshumanas.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário