17 de jul de 2014

As três semanas mais tristes do calendário judeu em 2014 - As 4 luas de sangue - Sionismos e o Plano "Divino"

Posted by Semeando Paz on 17.7.14No comments



Enquanto escrevia o post anterior, me lembrei de um post de 2012 sobre as as três semanas mais tristes do calendário judeu que é dia 17 de Tamuz até 9 de Av , considerado um período de luto para o povo, por curiosidade procurei em que dias cairiam neste ano de 2014, fiquei pasma com a coincidência e resolvi compartilhar algumas "novidades" com vocês.
Para compreender este texto, é preciso e recomendável a leitura do texto abaixo postado em 2012, caso contrário você ficará boiando!!

O rabino Yitzhak Kaduri que foi considerado um importante mestre religioso e considerado um dos maiores mekubalim da história do misticismo judaico, que esteve por várias vezes envolvido em causa política sempre a favor de Israel, que conclama aos judeus a viver em Israel, alertando sobre os grandes desastres que ocorreriam em diferentes partes do mundo, mencionou que o Messias apareceria depois da morte do antigo primeiro ministro de Israel Ariel Sharons.

Ariel Sharon foi um comandante do Exército de Israel desde a sua criação em 1948, ele foi uma figura fundamental nas guerras israelitas e considerado o maior comandante de campo da história de Israel e responsável por massacres contra civis palestinos, mas seus crimes de guerra nunca foram julgados.
Foi um genocida protegido que sofreu um AVC em 2006 e foi mantido em estado vegetativo por 8 anos, para quem sabe dar créditos ou fundamentar antigas profecias, pois ele morreu no dia 11 de janeiro de 2014, aos 85 anos, em Tel Aviv.

"Uma profecia do ano de 1622, publicada por Beykirck no ano 1849 em seu livro 'Prophetenstimmen' (Vozes de profecia), dá entre todas as profecias referentes a Terceira Guerra Mundial as mais específicas datas:

'O mês de maio será o começo para a guerra, mas não chegou o tempo ainda.'
'O mês de junho trará o começo dos atritos, mas não será ainda a verdadeira guerra.'
'No mês de julho começará a mobilização geral.'
'Em agosto todos os povos envolvidos começarão a sentir os efeitos.'
'Em setembro acontecerá o maior massacre que a humanidade já experimentou.'
'Entre outubro e novembro surgirão milagres.' "
Do livro Profecias - Antologia e História, de Eduardo Morgens.

Veja outras profecias no link abaixo:

O Talmude diz:
 "Quando a lua está em eclipse, é um mau presságio para Israel. Se o seu rosto é vermelho como o sangue, “a espada” está chegando para o mundo". 

De acordo com a antiga tradição judaica, um eclipse lunar é um prenúncio de eventos significativos para o povo de Israel. Luas de sangue (vermelhas) que acontecem durante as festas bíblicas parecem ser particularmente significativas e se há um eclipse... é um sinal de que uma guerra está chegando.

As 4 luas de sangue começaram em 15 de abril de 2014, a próxima será em 8 de outubro, 4 de abril de 2015 e acabam em 28 de setembro de 2015.
Para saber mais sobre as 4 luas de sangue, clique no link abaixo do blog da minha querida amiga Laura Botelho:

O termo “sionismo” surgiu durante um debate público na cidade de Viena (Áustria), em 23 de janeiro de 1892, cunhado por Nathan Birnbaun, escritor judeu e fundador da revista “Selbstemanzipation”.

O Nacionalismo judaico é considerado como uma decorrência direta dos diversos movimentos nacionalistas que surgiram no ocidente a partir do Iluminismo e das revoluções francesa e americana.

Para saber mais sobre Sionismo - A verdade que muitos não querem saber, clique no link abaixo:

Existe um plano arquitetado há milênios que segue diretrizes fundadas por seres não humanos, para fazer emergir uma falsa "paz" controlada de um caos falsamente promovido por um plano Divino.


O plano não é divino e os hipnotizados religiosos (sejam judeus, mulçumanos ou cristãos)  nem se dão conta de que são apenas objeto de sacrifício de um grupo de capangas que não são realmente judeus, cristão ou mulçumanos, o movimento político sionista é comandando por fantoches "magistas", que gostam e são ritualísticos, sabem do poder dos números, adoram sacrifícios e gostam de brincar de deuses.
E não cai uma folha de uma árvore sem que seu deus e fantoches queiram.

A questão num plano, numa profecia é o foco, a atenção e a vontade, o desejo que ela se cumpra. Neste momento existem muitos olhos observando Israel e Palestina, mas poucos enxergam o que está acontecendo, elas conseguem ver apenas aquilo que lhes foi programado para ver com base em promessas bíblicas da volta de um messias depois de um período de grande tribulação.

Talvez estejamos num período de acontecimentos de desastres combinados, como ataques terroristas maciços, colapso econômico mundial, aumento de doenças contagiosas e a intensificação destas guerras que parecem perpétuas culminarem naquilo que antecede a guerra num lugar chamado Armagedom ou Monte Egido, o lugar identificado na Bíblia como a batalha final de Deus. A Bíblia fala do Armagedom como local duma guerra que preparará o caminho para um tempo de paz e justiça, mas é sempre bom lembrar que palavras são símbolos e interpretados de acordo com o filtro de cada um de nós. 

Na minha percepção ataques de falsa bandeira, ataques terroristas, colapsos econômicos fabricados, doenças também fabricadas e intencionalmente contagiosas, guerras que parecem perpétuas e sem sentindo, não são capazes de trazer paz e justiça em nenhum lugar. 

Não estimulam a compaixão, apenas raiva e dor. 
Não estimulam a solidariedade, apenas egoísmo e divisão.
Não estimulam a verdade porque tudo é baseado em mentira e manipulação.
Não estimula a criatividade,  apenas controle e submissão.

Um submisso bem controlado aceita qualquer solução para suas mazelas. Este é o objetivo deles, mas a escolha é nossa. 

Ravena

Leia também:








Reações:

0 comentários:

Postar um comentário