22 de jun de 2014

Como doutrinar, alienar e controlar seres humanos

Posted by Semeando Paz on 22.6.14No comments



O Mundo Está Muito Complexo

Como-doutrinar-alienar-e-controlar-seres-humanos

Não acredite em algo simplesmente porque ouviu. Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito. Não acredite em algo simplesmente porque esta escrito em seus livros religiosos. Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade. Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração. Mas depois de muita análise e observação, se você vê que algo concorda com a razão, e que conduz ao bem e beneficio de todos, aceite-o e viva-o.
-Buda

• A Primeira Linha: Já entramos na vida por uma linha de montagem. O Brasil é um dos países que mais fazem partos por cesáres, o que permite um ritmo industrial: procedimentos rápidos e padronizados, com hora marcada e mulheres anestesiadas, para não atrapalharem o processo.

• Alunos Idênticos: A educação básica é padronizada, com alunos divididos em séries (lotes), e mesmo o conteúdo ensinado a todos. Aluno com talentos únicos são enquadrados, nivelando o sistema por baixo e reduzindo a diversidade da sociedade.

• Doping Escolar: Num modelo industrial de educação, é desejável que os alunos sejam padronizados, assim como as peças numa linha de montagem. Talvez isso explique a “epidemia” de déficit de atenção nas crianças ocidentais. Remédios psiquiátricos então “padronizam” o temperamento.


• Mundo Hierárquico: A educação produz adultos talhados para uma sociedade hierárquica – uns são formados para mandar, outros para obedecer, como exige a sociedade industrial. Quase ninguém aprende a trabalhar de forma colaborativa e a resolver problemas juntos, como exige o mundo complexo.

• Consumo em Massa: Numa sociedade industrial de escala, não basta haver produção em massa – o consumo precisa ser em massa também. Por isso, os maiores prédios dos nossos tempos, equivalentes às catedrais na Idade Média, são os shopping centers, que se transformaram nas áreas preferidas para o lazer.

• A Última Linha: A vida segue com sua lógica industrial até o final. A maioria das pessoas morre em UTIs de hospitais, depois de uma longa e cara agoniaque quase sempre consome mais recursos do que todos os gastos médicos de uma vida inteira.UTIs são lugares impessoais, que mantém os pacientes longe das pessoas que importam para eles.

Fonte: (Super Interessante 02/2014)
Via: Liberte-se Do Sistema
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário