26 de abr de 2014

Indícios de que Jesus não foi crucificado preocupa o Vaticano

Posted by Semeando Paz on 26.4.14No comments



Descoberta na Turquia é motivo de preocupação para o Vaticano.
Uma Bíblia com mais de 1.500 anos de idade, foi descoberta na Turquia e está sendo motivo de preocupação para o Vaticano. Isso porque nessa Bíblia está registrado o Evangelho de Barnabé, que foi um dos discípulos de Cristo, que viajou com o apóstolo Paulo, que mantém uma visão de Jesus Cristo semelhante ao Islamismo.
O livro foi descoberto no ano 2000 e tem sido mantido em segredo no Museu Etnográfico de Ancara na Turquia. A bíblia feita em couro tratado e escrita em um dialeto do aramaico, que era a língua de Jesus Cristo, tem suas páginas escurecidas devido à ação do tempo. Segundo diversas notícias de redes como EuroNews e NTV diversos especialistas já avaliaram o livro e asseguram que ele é autêntico.
As autoridades religiosas de Teerã insistem que a antiga Bíblia mostra que Jesus não foi crucificado, não era o Filho de Deus, mas sim um profeta, e chamou Paulo de o “impostor”. A Bíblia também diz que Jesus subiu ao céu vivo sem ser crucificado e que Judas Iscariotes supostamente teria sido crucificado em seu lugar. A Bíblia ainda prevê a chegada do último messias islâmico, fato que ainda não teria ocorrido.
O Vaticano expressou grande preocupação com a descoberta do livro e pediu às autoridades turcas para que os especialistas da Igreja Católica possam avaliar o conteúdo do livro.
A Bíblia atual é composta pelos livros que foram escolhidos no Primeiro Concílio de Niceia no ano de 325 DC, que foi um concílio de bispos cristãos reunidos na cidade de Niceia da Bitínia (atual Iznik na Turquia), convocados pelo imperador romano Constantino I. Nesse concílio foi feita a seleção dos evangelhos que fariam parte da Bíblia. Acredita-se que a Igreja Católica, no Concílio de Nicéia, durante a seleção dos Evangelhos que fariam parte da Bíblia teria excluído alguns, possivelmente incluindo o Evangelho de Barnabé, assim como muitos outros Evangelhos conhecidos como Evangelhos do Mar Morto.
Nos últimos anos a história de Jesus tem sofrido constantes reviravoltas. A questão que está sendo levantada nos últimos dias é: teria Jesus sido crucificado? Se não foi ele, quem foi que teria sido crucificado em seu lugar? Judas ou alguma outra pessoa? Continuamos a pesquisar respostas.
Confira abaixo imagens com mais detalhes da Bíblia Turca:
 
Jesus-não-morreu-crucificado-conforme-Antiga-Bíblia-relata-Urandir-2014-
Antiga-Bíblia-relata-Jesus-não-ter-morrido-na-cruz-Urandir-2014-
Antiga-Bíblia-relata-que-Jesus-não-morreu-crucificado-Urandir-2014-
Antiga-Bíblia-afirma-que-Jesus-não-foi-crucificado-Urandir-2014-
http://www.verdademundial.org 
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário