6 de abr de 2014

Humanos e a prioridade do capital

A mídia estampa e os humanos acreditam que a cada passo em direção a riqueza financeira lhes trará não somente a liberdade, mas como também a felicidade. Com essa idéia em mente, quase tudo que o ser humano faz, cria e até mesmo destrói, tem prioridade o capital.
Se você acha óbvio que uma casa foi criada para servir de moradia, que um carro foi feito para transportar, e que o conhecimento foi criado para evoluir, você esta equivocado. A prioridade dos exemplos citados acima e muitos outros em prática é na verdade gerar capital, ser algo lucrativo, se não atender esse princípio básico estipulado, ele é destruído ou inviabilizado, por mais útil que possa parecer, por mais eficaz que possa ser em atender seu princípio óbvio.

É incrível notar que há uma enorme quantidade de sofrimento humano devido a essa forma equivocada de
interpretação dos princípios básicos do ser humano, pois é comum e corriqueiro famílias passarem frio e perigo por não ter onde morar, mesmo com milhares de apartamentos vagos inflacionando a bolha imobiliária, famílias que passam fome enquanto uma vasta quantidade de alimento é produzido, disponibilizado e descartado. Até mesmo o conhecimento, que existe e pode trazer soluções para a humanidade e para a vida no planeta é visto como um produto, e pior, como diferencial competitivo.

Mais triste é ver isso ser aplicado e abraçado pela humanidade que aceita o capital como guia, como o principal mestre e ainda haver a cara de pau de crer nas instituições religiosas que vendem seus líderes e contraditórias idéias para os que procuram a paz após aplicar o caos durante a maior parte de suas vidas.

A verdade que a mídia não fala e que as igrejas tentam esconder é que a vida humana está indo em direção a
estinção, pois em vez de haver união e colaboração, há competição e segregação, até o ponto que sobrará sozinho o ser humano mais rico do planeta.
Mente Livre
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário