27 de fev de 2014

Temos Copa e carnaval. E Banheiros viram salas de aula para crianças no Brasil.

Banheiros viram salas de aula para crianças em escola de Lajeado, RS
Cozinha e refeitório da instituição também estão em locais improvisados.
Muro desabou com a chuva; pais reclamam de insegurança para alunos.

Do G1 RS

102 comentários


A falta de estrutura em uma escola deLajeado, na região do Vale do Taquari, no Rio Grande do Sul, faz com que os alunos usem banheiros como sala de aula. Outras áreas também tiveram de ser improvisadas, como a cozinha, que funciona onde antes era uma sala de informática. O refeitório onde as crianças se alimentam foi instalado no saguão da Escola Municipal Dom Pedro I, como mostra a reportagem do Bom Dia Rio Grande, da RBS TV (veja o vídeo ao lado).

Além disso, o muro que cerca da escola desabou por causa da chuva. "Para nós, pais, é preocupante. Tinha de ter um jeito de segurar eles aqui dentro, mas com o muro aberto fica difícil", diz Neuza Agostini, mãe de aluno.

Sala foi adaptada, mas vasos sanitários ainda
estão no local (Foto: Reprodução/RBS TV)

Os problemas na escola começaram em março de 2013, quando um dos prédios precisou ser demolido porque estava muito antigo e com risco. Foi aí que a escola teve de começar a improvisar. A falta de espaço é tão grande que a sala de orientação educacional é feita no local em que funcionava um banheiro. O local foi adaptado, mas é possível ver os sanitários no local.

"Poderia ser um pouco melhor. Às vezes tem um cheiro muito forte. Mas é o único lugar que a gente tem, então tem que ficar aqui", afirma Tiago Schimitz.

A sala usada para reforço escolar dos alunos também funciona em um banheiro. "Acho meio estranho isso, né? Aula no banheiro. Melhor seria em uma sala", defende o aluno Rian Bello.

"A gente não está acomodando devidamente os alunos, principalmente na questão de atendimento, a gente sabe que é impovisado, que poderia estar melhor. Já estamos há um ano nessa situação, mas esperamos que seja resolvido", admite a diretora da escola, Vânia Lima.
Muro de escola desabou com a chuva
(Foto: Reprodução/RBS TV)

No início do ano, o conselho escolar e os pais concordaram com a utilização do espaço para não interromper as atividades. "Mas a gente espera ter um prazo. Quanto tempo vai levar? Se for a longo prazo fica inviável trabalhar com os alunos assim", diz Daniela Sehn, do conselho escolar.

A Secretaria de Educação de Lajeado diz que a demora na contrução do novo prédio se deve a uma troca de projeto pedida pela comunidade. "O engenheiro está fazendo as alterações, conforme a comunidade solicitou. Tão breve ficar pronto, será encaminhado para a licitação", garante a secretária Eloede Maria Conzatti. Segundo a prefeitura, o novo prédio será construído ainda em 2014. O muro será refeito por um contrato emergencial.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário