21 de dez de 2013

Portugal na rota do tráfico de seres humanos



Calcula-se que há 27 milhões de seres humanos tratados como escravos. Há mais escravos nos dias de hoje do que o número total de pessoas que alimentaram o tráfico negreiro durante quatro séculos.
O tráfico de seres humanos movimenta milhões de euros e é tão lucrativo como o tráfico de droga. Portugal é um dos destinos, mas também ponto de passagem.
Angola: 
Portugal é o principal destino, sobretudo de mulheres.
Brasil:
Existe um grande número de mulheres (em especial da região de Goiás) que alimentam as redes de prostituição em Portugal, mas o nosso país também serve de ponto de passagem para fornecer países europeus.
Letónia:
Neste caso, Portugal é um país fornecedor de mulheres para exploração sexual. Este mercado também é alimentado pela Bélgica.
Moçambique:
Adultos traficados para Portugal para exploração sexual e trabalhos forçados.
 
Moldávia:
Portugal é um dos números destinos de mulheres e raparigas traficadas para exploração sexual.
Roménia:
Portugal é um dos destinos de mulheres para exploração sexual, mas também de homens e crianças para trabalhos forçados.
Ucrânia:
Portugal é um dos destinos de mulheres, mas também de crianças para a mendicidade, de adolescentes para exploração sexual e de servidão sobretudo nas explorações agrícolas.
A maioria das vítimas de tráfico de seres humanos são do sexo feminino: mulheres 66% e raparigas 13%, os restantes são homens 12% e rapazes 9%. Em Portugal o tráfico de menores tem vindo a aumentar de cerca de 14% para 22% entre 2003 e 2006.
Os relatórios mundiais confirmam que as rotas predominantes em Portugal são a rota africana, a rota brasileira e a rota intra UE, sendo a exploração sexual o principal fim e a via aérea a mais utilizada.
Trabalho escravo:
Organizações mafiosas recrutam pessoas em países pobres com a promessa de emprego. Quando chegam aos países de destino, as máfias locais ficam com os seus documentos e obrigam-nos a trabalhar em condições miseráveis e ficam-lhes com grande parte do que ganham com o pretexto de pagarem a dívida da viagem e o alojamento. Nunca chegarão a pagar tal dívida, mas sem documentos, em situação ilegal e muitas vezes sem conhecer a língua local, não apresentam queixa às autoridades.
Portugal é um dos países onde as máfias traficam pessoas oriundas da ex-URSS, mas também serve de plataforma para  o tráfico para outros países.
Tráfico de crianças:
Calcula-se que cerca de mais de 8 milhões de crianças são exploradas por redes de prostituição e escravatura. Muitas das crianças são mortas em práticas sexuais, sobretudo nos países ocidentais. Mais de 246 milhões de crianças, das quais 73 milhões com menos de 10 anos, são usadas em todo o tipo de trabalho.
Tráfico de mulheres:
Além da promessa de trabalho, muitas mulheres são pura e simplesmente raptadas peles redes organizadas de prostituição. Em Portugal o número de mulheres vítimas de tráfico sexual tem vindo a aumentar, oriundas da Rússia, da Ucrânia, da Moldávia e da América do sul. Calcula-se que cerca de 100 000 mulheres brasileiras sejam exploradas sexualmente em toda a União Europeia.
 
http://octopedia.blogspot.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário