30 de dez de 2013

O que não te contam sobre a situação atual do Brasil, leiam é importante.

Olá amigos.

Há algum tempo venho comentando aqui no blog exatamente isso, que estão criando um caos e mascarando a economia, que existe uma agenda que está em curso para que seja implantada uma nova ordem econômica para surgir, quando a crise se agravar nos apresentarão essa Nova Ordem Mundial e Econômica como sendo a salvação dos governos e do mundo.


A formula do problema-reação-solução é o principal método que eles usam para alcançarem seus objetivos.
O caos está sendo implantado propositalmente, uma grande crise mundial irá surgir.
O amigo Renan Arruda explica direitinho, como está situação da economia brasileira, como ela está sendo disfarçada, como estão inflando uma bolha imobiliária na economia, e assim que passar a copa do mundo e as eleições no Brasil, vai explodir a bolha, vai cair o véu que encobre a verdade.

O texto abaixo esta no mural do amigo pensador e filósofo, Olavo de Carvalho.


Acho que este recado importante do Renan Arruda traz uma análise perfeita da situação:
(Olavo de Carvalho)

Por Renan Arruda
Gostaria que o senhor (Olavo) lesse algo que eu escrevi hoje e depois me desse a sua opinião.

"Vou dar o recado para quem quiser ouvir. Quem tiver a oportunidade de meter o pé do Brasil neste ano de 2014, que faça isto o mais rápido possível.
Isto aqui é um barril de pólvora. O governo está mantendo a economia artificialmente através de crédito. Quanto mais o governo prorrogar a crise se endividando, pior será o cenário da crise.
Acredito que o governo irá sustentar a economia desta maneira até o final de 2014 quando terminar a eleição, e este ano vão fazer de tudo para passar o controle da mídia e da internet. Quando conseguirem isto, em 2015 a crise vai estourar, e ai podem esperar por hiperinflação e desabastecimento dos produtos. Quando isto acontecer, o governo com controle da mídia e da internet irá dizer que isto está acontecendo por culpa dos capitalistas, e O PIOR DE TUDO, COM A POPULAÇÃO DE OLIGOFRÊNICOS QUE TEMOS VAI FUNCIONAR, e daí para frente irá ocorrer saques em tudo quanto é canto como está ocorrendo na Venezuela e Argentina.

Prestem atenção nas propriedades rurais que estão sendo desapropriadas e lembrem-se que a estratégia comunista começa do campo para a cidade. Depois que o governo do PT tiver o controle da mídia não dou nem 3 anos para que isto aqui se transforme em uma Cuba, assim como toda a América Latina. Não se esqueçam que eles já revelaram que o sonho deles é recuperar aquilo que foi perdido no Leste Europeu."

Aproveitando a oportunidade, eu não sei se esta mensagem está em sua linha do tempo, mas se estiver gostaria de pedir encarecidamente para que todas as pessoas acompanhem o que a Graça Salgueiro escreve e fala, e se puderem traduzir para o espanhol e divulgar para toda a América Latina. Pelo que eu entendi até agora não é mais possível reverter a situação do Brasil sem que se resolva o problema em toda a América Latina, pois o problema é contingencial. Mesmo vencendo o PT nas eleições (o que não mudaria muita coisa, mas ganharíamos algum fôlego) só iríamos ganhar tempo com eles migrando para algum outro país para acumularem forças e voltarem pior ainda.

O problema é: Para onde correr?
Os EUA estão com uma dívida, que se não me engano, é de 18 trilhões de dólares. Isto tem potencial para gerar a maior crise da história da humanidade. O que o Obama conseguiu até agora foi adiar a crise americana por duas vezes.
Explicando de uma maneira básica o que ele fez foi como se estivesse com uma dívida monstruosa no VISA e o limite estivesse para estourar, mas ele arranja uma solução genial. Qual? Pagar a dívida com o Mastercard e ainda aumentar o limite de crédito. O problema é que estes investimentos estão sendo feitos em gastos sem retorno. A impressão que me passa é que a população mundial atualmente acredita que dinheiro público é infinito, mas uma hora a conta vai chegar.

Some-se a isto que o FED, Banco Central norte americano, que é privado, está emitindo dólares a torto e a direita faz décadas e o que está sustentando o valor do dólar são os títulos da dívida pública. De uma hora para outra o dólar pode virar apenas um pedaço de papel. O que estão fazendo nos EUA já foi feito outras vezes na história da humanidade como no Zimbabwe ou na República de Weimar e nunca deu certo.
Eu tenho a impressão de que o dólar ainda não foi para o espaço porque as relações comerciais internacionais são feitas baseadas nesta moeda, mas pelo que ando lendo os países da Europa, Ásia e Oriente Médio já estão negociando uma nova maneira de comprar e vender dólares desvinculado do dólar. Talvez isto seja proposital para se criar uma nova moeda internacional.
De qualquer maneira os prognósticos para o futuro não são nada animantes.

Mas por outro lado o povo dos EUA sempre surpreende e desenvolvem tecnologia. Acho que mesmo eles gerando uma crise que irá arrastar o Mundo inteiro, a situação deles ainda será melhor que a nossa.

Cinco dilemas para o Brasil com a redução dos estímulos monetários nos EUA

Atualizado em  18 de dezembro, 2013 
O Banco Central americano (Fed) anunciou nesta quarta-feira que começará a reduzir seu programa de estímulos monetários a partir de janeiro, levando governos e investidores a preverem uma maior saída de capitais das economias emergentes.
O Fed gastará US$ 75 bilhões por mês na compra de títulos do governo, uma redução de US$ 10 bilhões/mês que em relação ao montante que gastou ao longo de um ano (US$ 85 bi/mês).
A justificativa é a melhora nas taxas de desemprego americanas que, se continuarem baixando, levarão a novas reduções no programa de estímulo.
Ao mesmo tempo, o banco disse que pretende manter as suas taxas de juros próximas do zero - nível em que estão hoje - até "bem depois" de o desemprego ficar abaixo de 6,5%. Hoje o desemprego é de 7%. Ou seja, o Fed está dizendo que quer que a economia melhore ainda mais antes de pensar em mexer nos juros.
Essa indicação é uma maneira de acalmar os mercados, mostrando que o BC está tirando o estímulo monetário, mas continua atento aos sinais da economia para não exagerar na dose. Em particular, a inflação continua muito baixa nos EUA, um indicador da fraqueza do ritmo da economia.

Dívida federal alcança R$ 2,069 trilhões

SÃO PAULO - Segundo o tesouro Nacional, o estoque do endividamento público subiu 2,32% em novembro na compara com outubro...

SÃO PAULO – O  Tesouro Nacional informa que o  estoque da Dívida Pública Federal aumentou 2,32%, em termos nominais, ao passar de R$ 2,022 trilhões em outubro, para R$ 2,069 trilhões no mês passado.
A dívida pública mobiliária federal interna teve seu estoque ampliado em 1,99%, ao passar de R$ 1,933 trilhão para R$ 1,972 trilhão, devido à emissão líquida, no valor de R$ 20,66 bilhões, e à apropriação positiva de juros, no valor de R$ 17,90 bilhões, segundo o Tesouro. 
Com relação ao estoque da dívida pública federal externa, houve elevação de 9,41% sobre o estoque apurado no mês de outubro, encerrando novembro em R$ 97,22 bilhões (US$ 41,82 bilhões), sendo R$ 87,52 bilhões (US$ 37,64 bilhões) referentes à dívida mobiliária e R$ 9,70 bilhões (US$ 4,17 bilhões), à dívida contratual.
As pessoas que possuem chácaras ou terras, poderão perder tudo, já que as mesmas tem alta possibilidade de serem consideradas improdutivas, por não haver provas de produção agrícola nas mesmas. estas entrarão para a reforma agrária.

Nós estamos avisando, não entrem em dividas de longo prazo, não comprem imóveis caros, fujam dos grandes centros, tenham um plano B, C, estejam atentos aos acontecimentos.

Estamos de olho.
Entrem em nosso grupo no Facebook, A Verdade Liberta - Grupo de Seguidores do blog

Aproveito para desejar a todos, boas festas e um 2014 de muita paz, amor, e coragem, vamos precisar.

Abração a todos.
Célio Siqueira
http://celiosiqueira.blogspot.com.br/2013/12/o-que-nao-te-contam-sobre-situacao.html
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário