15 de nov de 2013

A diabetes registra progressão alarmante no mundo, que mata uma pessoa a cada seis segundos no mundo, não para de crescer, …

O fardo do diabetes, que mata uma pessoa a cada seis segundos no mundo, não para de crescer, com 382 milhões de portadores apenas em 2013, informou a Federação Internacional do Diabetes (FID).
Em 2013, 382 milhões de pessoas no mundo têm diabetes, ou seja, 8,4% dos adultos. Esse número deve chegar a pelo menos 592 milhões até 2035, de acordo com as últimas estimativas da FID.
A federação publicou a 6ª edição de seu Atlas do Diabetes por ocasião da Jornada Mundial do Diabetes, neste 14 de novembro.
A maioria dos portadores tem entre 40 e 59 anos, e 80% vivem em países de rendas baixa ou média, diz a FID.
Esse flagelo causou a morte de 5,1 milhões de pessoas em 2103. "A cada seis segundos, uma pessoa morre de diabetes", alertam os especialistas dessa organização não governamental fundada em 1950, que reúne mais de 200 associações de 160 países.
O avanço contínuo de casos de diabetes no mundo é um sinal de que "a batalha para preservar as populações do diabetes e de suas complicações incapacitantes e potencialmente fatais está sendo perdida", afirmam os pesquisadores.
Eles estimam em 175 milhões (46% do total) o número de diabéticos atualmente não diagnosticados. Ao ignorar a doença, muitos evoluem em suas complicações, como cegueira, amputações, ou acidentes cardiovasculares.
Esse aumento é, basicamente, devido ao diabetes do tipo 2 (o mais comum), ligado ao sedentarismo, à obesidade e às mudanças nos hábitos alimentares, como ingestão em excesso de bebidas açucaradas, entre outros.

http://br.noticias.yahoo.com
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário