15 de out de 2013

PREGAÇÃO DE MARCO FELICIANO SOBRE A MORTE DE JOHN LENNON VIRA NOTÍCIA INTERNACIONAL


Um vídeo que mostra o pastor e deputado federal Marco Feliciano explicando que a morte de John Lennon teria sido provocada por castigo divino anda provocando polêmica não apenas no Brasil. Jornais australianos como o The Herald, o tabloide de maior circulação diária no país, e o The Australian publicaram a notícia, divulgada internacionalmente pela agência AFP.

“Ira de Deus matou John Lennon, diz pastor brasileiro evangélico Marco Feliciano”, publicou o The Herald. “John Lennon morreu por ira divina, diz pastor brasileiro”, noticiou o The Australian. Outros sites reproduziram a nota – uma pesquisa no Google pelo tema mostra que mais de 30 publicações internacionais repercutiram a pregação de Feliciano, que preside a Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados. Assista ao vídeo, que já foi clicado quase 600 mil vezes no YouTube:

Na gravação de um programa de TV, o político afirma que o assassinato do ex-beatle, em 1980, teria ocorrido porque o compositor havia afirmado que sua banda era mais famosa que Jesus Cristo. “John Lennon chegou uma dia diante das câmeras, bateu no peito e disse: ‘os Beatles são mais populares do que Jesus Cristo’. Jesus não era popstar como ele, mas sim o mestre de uma grande religião. John Lennon estava olhando pras câmeras, dizendo ‘Nós Beatles somos uma nova religião’. A minha Bíblia diz que Deus não recebe esse tipo de afronta e fica impune.”, ele disse.
No início da semana, um vídeo em que Feliciano aparece explicando a morte dos integrantes do grupo Mamonas Assassinas também provocou polêmica (o motivo, no caso, também teria sido “ira divina”). Clique para ver.
ATUALIZAÇÃO: Em novo vídeo que circula na web, Feliciano insinua que Caetano Veloso e Lady Gaga fizeram pacto com o demônio. Veja:
O deputado provoca polêmica com declarações que são consideradas homofóbicas e racistas. É alvo de protestos de artistas e celebridades (como Daniela Mercury e Bruno Gagliasso), que se manifestam contra a permanência de Feliciano no cargo de presidente da Comissão de Direitos Humanos. A campanha Marco Feliciano não me Representaganha força na web (com poucos famosos na contramão).
Dê sua opinião: Feliciano deve permanecer na presidência da Comissão? Aproveite ecurta nossa fanpage no Facebook.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário