7 de out de 2013

Homossexual introduz uma Pirambóia de mais de um metro no ânus e cirurgia para retirada é gravada - Veja !!!

Peixe que foi introduzido no ânus por um homossexual
Um vídeo com cenas de uma cirurgia realizada no Hospital Universitário (HU) de Londrina vazou na internet e nas redes sociais na tarde de ontem. O procedimento em questão era da retirada de um peixe, do tipo piramboia, - da família das enguias - do intestino de um homem que o havia introduzido no ânus. As imagens mostram o momento em que o peixe é retirado do abdômen e colocado envolto em um pano. O que chama a atenção, porém, é que na mesma sala várias pessoas aparecem portando aparelhos eletrônicos semelhantes a celulares com câmera. Uma mulher, inclusive, ri da situação enquanto grava a cena.
De acordo com a assessoria de imprensa da Universidade Estadual de Londrina (UEL), o procedimento foi realizado no dia 20 de abril e o homem já recebeu alta. Nádina Moreno, reitora da instituição, disse que assim que ficou sabendo que vídeos estariam circulando na internet por e-mails, já no dia 27 de abril, solicitou a abertura de uma portaria determinando a proibição de celulares dentro dos centros cirúrgicos e a investigação sobre o vazamento da filmagem feita sem autorização do paciente.

Este caso é apenas um entre tantos outros casos presentes no submundo homossexual.  A diferença é que este caso em especial ganhou ressonância na internet em virtude da filmagem.  Dezenas de outros passam simplesmente despercebidos.  A literatura médica é farta de relatos de homossexuais se entalando com garrafas, vasilhames, pepinos e até ratos para se divertir, de modo que não é surpreendente que este homossexual tenha se entalado com um peixe.  O Dr. Paul Cameron PHD revelou em artigo escrito há mais de duas décadas que "é também comum quando "brinquedos" são empregados (jargão homossexual para objetos que são inseridos no interior do reto) –garrafas, cenouras e mesmo roedores".

Há dois anos, um blog revelou "ratos que tiveram suas caudas cortadas, banhados na Vaselina e amarrados com uma corda" para serem introduzidos no ânus de psicopatas homossexuais canadenses.  Depois de suas bizarras diversões, acabam indo parar em mesas de cirurgia de hospitais públicos, para que os nossos tributos possam custear os efeitos funestos de suas diversões inconseqüentes. Depois, na maior cara-de-pau, os ativistas gays dizem que os homossexuais não causam mal algum à sociedade e que o que fazem é "amor".  Aí eu pergunto, isso daí é "amor"?
Os homossexuais querem respeito da sociedade, mas não se dão o respeito.  Pior: querem leis para tornarem indiscutíveis tais manifestações de "amor".   Enquanto homossexuais, são pessoas problemáticas se engajando em atividades perigosas.  O homossexualismo não agrega valor a quem quer que seja.  Pelo contrário, é uma mácula na reputação de quem pratica.

Homossexuais são dignos de respeito enquanto seres humanos e seus legítimos desdobramentos nas relações sociais: respeito enquanto cidadão, respeito enquanto contribuinte, respeito enquanto consumidor, respeito enquanto competidor, enfim, merecem respeito em todas relações não atinentes a sua infame prática sexual.

Por conta disso, uma determinada personalidade é respeitada pelos seus méritos em suas diferentes áreas de atuação.  Assim, Freddie Mercury, por exemplo, é digno de admiração pelo seu talento enquanto cantor, e não por suas práticas sexuais.

A embriaguez é, da mesma forma que o homossexualismo, uma prática anti natural.  Ninguém cogita respeito a uma pessoa embriagada, pois sua dignidade encontra-se plasmada na sua qualidade de ser humano e não em sua qualidade de embriagada.  Uma pessoa embriagada não somente perde respeito, como na prática é privada de alguns direitos, pois a embriaguez é tida como contravenção penal (art. 62 da LCP), e sabemos todos ser crime dirigir embriagado.  Trata-se de um comportamento moral e socialmente reprovável. 

Da mesma forma, portanto, que a embriaguez não dá ensejo a qualquer dignidade e direitos, muito pelo contrário, opera-se o mesmo com o homossexualismo.  Ambos não são comportamentos naturais,  Enfim, não bastasse a proliferação de AIDS estimulada por seu comportamento, ainda temos que suportar o ônus causado por diversões inconseqüentes como esta.

Já foi dito por vários Médicos que o ânus não foi feito em sua natureza para ser penetrado, portanto acaba tendo malefícios para a pessoa que tem essa prática como prazer. Nem vou tocar na questão religiosa, apenas que as pessoas reflitam se tais práticas é benéfica para a vida de um homem ou de uma mulher.
No vídeo abaixo veja onde pode chegar a loucura de um Gay e reflita se uma pessoa assim esta mentalmente, psicologicamente sadia..





ATENÇÃO !!
O vídeo abaixo é proibido para menores de idade. Se você tiver menos de 18 anos,
Não Veja !!!
E nem vá fazer isso em casa, o Blog não se responsabiliza pelos efeitos colaterais...

Nota: Eu não tenho coragem de publicar o que acabei de ver. É nojento e deprimente. Causa nojo em qualquer ser humano normal. Não aconselho que ninguém veja.
No vídeo um homossexual introduz no ânus um extintor de incêndio enquanto se masturba.
Pr Anselmo Melo

Fonte:Vini Silva  ( Preciso colocar a fonte mas não aconselho que vejam o outro vídeo)
http://www.pranselmomelo.com.br/ 
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário