16 de ago de 2013

Quanto menos religiosa uma pessoa for, mais agirá por compaixão.


A religião não trata ou que tem a função de levar a uma transformação no que tange a essência da vida do ser humano, mas sim, em remover a mesma, mergulhando as pessoas em um lamaçal de "egos" e vaidades, acarretando-as um perverso sentimento de que são os únicos "privilegiadas", porque no demais estão todos a mercê ou fadados a uma vida desprovida de qualquer coisa, porque os mesmo não fazem parte do círculo religioso...tendo então, a infeliz mentalidade de que "Deus" não pode aceitar ou de atender uma pessoa por não ter um estilo de vida e de fé como os fundamentalistas religiosos os tem.
É por essa razão que a prática da compaixão ao próximo, ela não é vivida por parte daqueles que se consideram santarrões, os que se acham que vivem uma vida acima da média da vida moral dos que os que não vivem uma prática de vida religiosa. Porque os mesmos acham que tudo devem ser deles (os triunfaristas) em função de achar que vivem em obediência a um "Deus", porque o restante das pessoas por serem taxadas de "incrédulas" ou filhos do tal "diabo" elas nada merecem...porque tudo que existe nesse mundo devem ser conquistadas pelos "filhos" de "Deus"...sendo assim, quando são colocado a prova na vida real são logo miseravelmente reprovados...porque acham que compaixão ou amor ao próximo só se deve ser dado as pessoas que convivem em seu próprio meio de vida religiosa. 
Uma coisa que ninguém para analizar...se eu preciso ter "fé" para se obter ou merecer o que se pretende de "Deus"...como se deve considerar isso?? 
Se você entendeu a pergunta tendo um pouquinho de mente aberta...você dará um nome bem adequado para com essa atitude que se vê por aí constantemente de pessoas que são conduzidas e seduzidas a uma vida de irrealidades, apenas acreditando em tudo em nome de uma pseuda "fé"...recebendo e vivendo as utopias maldosamente vendidas por esses mercenários líderes do poderio do processo religioso! (Liberte Sua Mente)

        Liberte Sua Mente....seja livre


Pesquisa realizadas...confira no que deu...

É verdade que a maioria das religiões pregam compaixão com os próximos. No entanto, segundo um estudo, a maioria das pessoas religiosas não se importam muito com isso.

Mais de 1330 pessoas tiveram suas vidas analisadas nos EUA. Segundo os pesquisadores, as pessoas menos religiosas se guiavam mais pela compaixão ao fazer um ato de caridade (como oferecer o assento no transporte público à estranhos). Entre os devotos, foi notado  o inverso.

Outro estudo concluiu exatamente a mesma coisa. Mais de 200 pessoas participaram  de uma jogo. Cada uma delas recebeu uma quantidade de pontos que poderia ser trocada por dinheiro. A pessoa podia decidir se compartilhava  ou se guardava os pontos. O estudo concluiu que menos religiosos, a compaixão pesou muito mais nas atitudes a favor do grupo. Entre os mais devotos, a compaixão pouco fluiu.

Fonte - Mistérios do Mundo
http://libertesuamente13.blogspot.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário