12 de ago de 2013

ATENÇÃO: A Deep Web pode chegar ao FIM

Sim, é isso mesmo que você leu!O controle globalista na internet chegou até na Deep Web!

E o controle sempre vem da mesma forma: usando um pretexto...
...sem dúvidas, eu concordo com este pretexto... criminosos devem pagar! Mas através disso, o governo poderá definitivamente, "desplugar" a Deep Web, que nos últimos anos, havia se tornado uma grande fonte de informações, que geralmente eram ocultadas pela mídia e pelos governos.
Confira...

A rede TOR (Onion Router) que libera o acesso seguro ao mundo da Deep Web está sob investigação pesada do FBI.

Para pessoas assim como eu que buscava informações e refugio dentro da Deep Web ou Dark Web e melhor tomar mais cuidado. Com o caso de um dos criadores da rede TOR (Onion Router) chamado Eric Eoin Marques acusado de manter a maior rede de pedofilia dentro da rede, as investigações na Deep Web aumentaram significativamente, e a rede “oculta’ está ameaçada.

Bem, em partes eu até concordo que se a pessoa está nesse lugar para praticar crimes deve ser investigado, porém não se pode mais dizer que está 100% anônimo enquanto estiver no sombrio mundo da Deep Web.
O tal Eric Eoin Marques foi chamado pelo próprio FBI de como o “maior facilitador de pornografia infantil do planeta”, ainda está nebuloso, pois não foram revelados detalhes da operação e as acusações oficiais feitas contra ele. Mas o que sabemos no momento é que realmente por enquanto a Deep Web pode ter chegado ao fim.

A Freedom Hosting


Fonte: G1

A maioria das pessoas que vivem na surface provavelmente não conheça a “Freedom Hosting”. A “Freedom Hosting” é o maior provedor de hospedagem dentro do submundo da rede TOR (Onion Router). Se você não entende muito bem o que é esse TOR (Onion Router), recomendo que leia esse artigo falando a respeito.

Mas resumindo como o FBI tomou posse desse provedor que o dono era Eric Eoin Marques, o FBI agora tem nas mãos boa parte dos sites que estão hospedados na “Freedom Hosting”. A “Freedom Hosting” também tem sido acusada de hospedagem de pornografia infantil, a muito tempo, mas só agora prenderam seu fundador.
Mega operação

Os agentes do FBI usaram uma falha no navegador Firefox 17 ESR, para rastrear e capturar Eric Eoin Marques.

Fonte: deviantART

Os serviços mais conhecidos gerenciados por Eric Eoin Marques era os que hospedavam grande parte de sites da Deep Web, através do Hidden Service Protocol, como por exemplo, o TorMail, serviço que permitia a troca de emails de modo anônimo.

Para conseguir captura-lo foi lançado um mega ataque hacker pelos agentes do FBI, foi explorada uma vulnerabilidade no navegador Firefox 17 ESR, o qual é utilizado como base para o Tor Browser. Apenas a versão Windows é afetada. As versões afeitas:
2.3.25-10 
2.4.15-alpha-1 
2.4.15-beta-1
3.0alpha2

Para saber sua versão de navegador clique aqui.

O ataque é feito a partir de um código javascript que foi hospedado em vários Hidden Services. O javascript explora uma vulnerabilidade Java script do Firefox 17 ESR na versão do Windows (sempre ele). A vulnerabilidade permite uma execução de um código malicioso. Ele pega o endereço MAC e o hostname do computador da vítima e envia através de uma conexão direta para um servidor desconhecido (provavelmente do FBI), consequentemente, também é armazenado seu IP.
Não é só “teoria da conspiração”

Especialistas relatam que o Firefox tem muitas vuneabilidades para serem exploradas por qualquer um com conhecimentos técnicos avançados de informática.

Fonte: deviantART

O mais estranho desse caso é que o tal Eric Eoin Marques pode ter sido usado apenas como bode expiratório para algo maior – investigação de quem acessa a Deep Web. Porque mesmo após a prisão de Eric pessoas ainda estão tendo seus IPs e máquinas gravadas no servidor desconhecido (provavelmente do FBI).

O próprio site que gerencia o TOR, enviou uma nota alertando os utilizados que quem utilizar o programa está sendo monitorado. O TOR Browser Bundle, e o nome do software que faz a instalação direta do sistema de privacidade sem necessidade de outros programas.

Versões mais antigas do bundle foram afetadas, e o ataque explora uma falha de segurança no Java Script do Firefox para se instalar no computador. A falha afeta apenas versões desatualizadas do navegador e do programa de privacidade de IP.

Atenção: Se você usa esses meios alternativos mantenha – o sempre atualizado.

Segundo o post eles ainda complementam:

Sabemos que esta não é a primeira nem será a última vulnerabilidade do Firefox. Considere desabilitar o Java Script. [...] Considere também mudar para um live system (sistemas que rodam diretamente de CDs ou pendrives). Na verdade, trocar o Windows é provavelmente uma boa medida de segurança, por vários motivos.

Apesar de fazer este envio dos dados dos utilizadores da rede de anonimato para “sabe-se lá quem”, o TOR afirmou que a vulnerabilidade dá controle total dos ciber criminosos sobre o computador dos afetados.

Recentemente, o TOR perdeu metade de seus hosts, computadores responsáveis por fazer o redirecionamento da navegação e tornar viável o anonimato, após Eric Eoin Marques, responsável pelo o maior número destes hosts para sites “ocultos” da rede Tor ter sido preso na Irlanda, sob a acusação de ser “o maior facilitador de pornografia infantil do mundo”, segundo o FBI.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário