4 de jul de 2013

Protesto é pretexto: Tropa de Choque do Rio abre licitação para compra de armaduras "Robocop"


Preparação para confrontos piores?

A Seseg (Secretaria de Estado de Segurança Pública do Rio de Janeiro) abriu licitação para aquisição de mil kits de proteção antitumulto e antitrauma, equipamento que ficou conhecido popularmente como "Robocop", para reforçar a atuação dos homens da Tropa de Choque --constantemente utilizados na onda de manifestações que se espalhou pela cidade.

O período de recebimento de propostas teve início na segunda-feira (1º), e se estenderá até a quinta-feira (11) da próxima semana. O valor total do investimento deve chegar a R$ 3,741 milhões.

A armadura é composta por 11 itens cujo objetivo é vedar regiões vitais do corpo e/ou reduzir impactos de eventuais agressões. São eles capacete; protetor de tronco, ombros e região pélvica; protetor do antebraço; protetor de coxa; protetor de joelho, canela e pé; luvas; balaclava (protetor de rosto); cinto tático com assessórios; sistema de hidratação; escudo corporal; e bolsa para transporte.

De acordo com o edital redigido pela Polícia Militar, o equipamento antitumulto é "o ultimato contra a grande ameaça antimotim", e o fornecedor deverá produzir o material com atenção a "porretadas e traumas, sem sacrificar flexibilidade e conforto". A armadura não pode pesar mais do que 5,6 kg.

"O traje deverá ser leve e terá em primeiro lugar foco na facilidade de vesti-lo ou retirá-lo em momentos críticos de anúncio de distúrbio. Frente e verso devem possuir painéis em escudo duro e um design modular flexíveis permitindo a todas as formas e tamanhos para se ajustar confortavelmente sem comprometer mobilidade tão necessária", afirma o edital.

Fonte: Noticias.uol
Via: Libertar.in
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário