21 de jul de 2013

Mamom foi glorificado: Thalles Roberto não sobe ao palco porque dinheiro foi “pouco”


Thalles Roberto em Santarém 
“Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou há de odiar um e amar o outro ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.” (Mateus 6:24)
Thalles Roberto parece andar se esquecendo daquilo que de graça recebeu de Deus.
O vídeo abaixo relata que o cantor deixou de entrar no palco e fazer um show por causa de quebra de cláusula de contrato, em outras palavras, pouco dinheiro. O fato ocorreu no último dia 18 na cidade de União dos Palmares, 80 km de Maceió.




Segundo o organizador, identificado por Pastor Abraão, foram gastos mais de 100 mil reais na divulgação e preparação de um evento onde a produção do cantor exigia o valor de 65 Mil Reais e mais 15 mil de despesas aéreas para custear o que ele chama de ministério para salvar vidas.
Ao que parece, esperava-se em torno de 20 mil pessoas, mas por causa das chuvas, o número de pagantes não passou de 500, o que se tornou inviável, pelo menos para o Thalles, que Deus fosse cultuado naquele local.
Em seu Twitter, o “homem da pressão” informou no início da manhã sobre a chuva que havia no local, mas disse que show aconteceria mesmo que fosse nadando.ts
Pois é gente. Só que nem com toda a pressão, nem mesmo sendo tão “Cheio do Espírito Santo” o show aconteceu.
Ao assistir as imagens do vexame, confesso que quase chorei ao ver que a idolatria gospel já está em um nível irreversível dentro da igreja brasileira. Por isso vejo também que a culpa não é só do Thalles, mas dos milhares fieis que, convencidos de que estão louvando ao Eterno, vestem a capa religiosa dizendo-se igreja e peregrinam em suas “romarias” em busca de ídolos, dando Glória a homens.
Pergunto: o que Cristo faria numa situação como esta? Ops! Não tenho dúvidas – Cristo jamais comercializaria a fé e a adoração.
Deus não divide a sua Glória com ninguém [Is 42,8], lembremos!
Cristo falou sobre o perigo da idolatria. Ele conhecia o “ponto fraco” daquele jovem rico e religioso quando replicou: “Vai, vende tudo quanto tens, e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, toma a tua cruz e segue-me. Mas ele pesaroso desta palavra, retirou-se triste porque possuía muitas propriedades” [Mc 10:21-22]. Tenho a séria impressão de que o Thalles anda desatento para o perigo dela; atitudes como estas deixam mais do que claro que o seu alvo não está sendo Cristo e sim algo relacionado a… números, contratos, valores e glória para si!
Mas, sou sincero em dizer que não me decepcionei com o Thalles, pois nunca pus minha confiança nele. Apenas me entristeço por há dias atrás ter comentado sobre sua canção “Pai, eu não confio em mim” e imaginado que ele andava refletindo sobre esse mundinho sujo que abarca as grandes produtoras e os mega eventos onde rios de dinheiro são gerados com a principal função: suprir a vaidade e a glória para o homem.
Que o dinheiro, a fama e a glória que ele anda recebendo, no final de tudo, possa lhe “ensinar” algo sobre quem é Jesus!
Termino sugerindo ao cantor que ele reflita sobre o que tem cantado. À Deus ou Mamom?
Pois não adianta cantar uma coisa, e viver outra coisa! Não é mesmo?

http://www.pulpitocristao.com
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário