26 de jun de 2013

Produtos da Copa encalham na rua 25 de Março

Nem mesmo as vitórias da seleção brasileira sobre o Japão e o México, na Copa das Confederações, animaram os consumidores a irem às compras de produtos verde-amarelos na região da rua 25 de Março, em São Paulo (SP).
Alguns lojistas reclamam do movimento abaixo do esperado para o período. No Lojão dos Esportes, o gerente Marcelo Macena afirma que as vendas estão 30% abaixo da expectativa. A maior decepção, segundo Macena, é a bola oficial do torneio, a Cafusa.
"Já baixamos o preço da bola e até estamos oferecendo bônus para os funcionários que conseguirem vendê-la. O estoque está alto e tivemos de cancelar um pedido de 300 unidades junto ao fornecedor."
Sem muita expectativa de aumentar as vendas de artigos verde-amarelos durante a Copa das Confederações, a rede Magazine 25 de Março não reforçou o estoque.
"Percebemos que as vendas não aumentaram na edição do evento em 2009, por isso não compramos muito", diz o assessor de comunicação da rede Milton Cândido.
Ele conta que a empresa até chegou a cogitar o aumento do estoque pelo fato de o evento ocorrer no Brasil. "Mas, depois de uma pesquisa que fizemos na África do Sul e em outros países que sediaram a Copa das Confederações, percebemos que o movimento seria fraco."
Segundo ele, o que não for vendido durante o evento será estocado para a comercialização durante a Copa do Mundo. "Daí sim, nossa expectativa é que as vendas aumentem 25%. Foi o que registramos em 2010", conta Cândido.
A rede Armarinhos Fernando também não fez investimentos em novos produtos para a Copa das Confederações. Segundo a empresa, o foco das vendas no momento está nas festas juninas. No entanto, a rede pretende ampliar a variedade de itens na Copa do Mundo, no próximo ano.
Por outro lado, a situação parece melhor para lojas de artigos para festas. De acordo com Maria da Assunção, gerente administrativa da loja Festas e Fantasias, as vendas de cornetas, apitos e buzinas estão em alta.
Via: UOL
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário